Escreva para pesquisar

BOLA DA VEZ

Tiago Ritter – CEO da w3haus

Compartilhar

O que poderá mudar na publicidade pós-pandemia?

 

A “transformação digital na marra” é o grande legado dessa pandemia. Aprendemos que é possível viver com menos deslocamentos, com menos bens materiais, com mais tempo para consumir produtos culturais; mas jamais conseguiremos viver sem o que a vida digital nos oferece. De aplicativos de delivery, a vídeo conferências, passando por serviços bancários, conversas por messengers, livros, filmes e séries digitais.

Para as marcas, isso significa repensar a troca do simples impacto pela relevância da mensagem. Quem não for útil não vai reter atenção das pessoas, e quem não tem um pensamento de jornada do consumidor sem fricção e em multicanais, já se deu mal desde o início da quarentena.

Para as agências, é uma oportunidade de rever seus processos, focar em produtividade e repensar formatos de trabalho. Na relação entre clientes e agências, é torcer para que algumas coisas venham para ficar: mais reuniões virtuais que não demandem deslocamento, mais trabalho na rua abordando os temas que são relevantes para a vida das pessoas e menos instâncias de aprovação (que sempre deformam a ideia inicial).

Tags:

Deixe um Comentário