Escreva para pesquisar

DIGITAL

Loducca lança eBook interativo sobre sua história

Compartilhar

Já está disponível na Apple Store ‘O que Interessa é a Vida – A Biografia de uma Agência de Publicidade’. Com apenas um clique, o leitor pode assistir às campanhas que fizeram a história da agência de publicidade Loducca de maneira rápida e funcional, além de acessar uma centenas de informações extras (inseridas como dados referenciais) que tornam a leitura mais rica. Trata-se de uma inovação em relação à maioria dos eBooks, que vêm acompanhados apenas de um dicionário.

O livro também aborda um modo bem peculiar de operar uma empresa, de gerir pessoas e estimular a criatividade.
Não se trata de um livro de “autoajuda” para empresas nem de um passo a passo para melhorar o clima organizacional ou os resultados. É por meio de uma história franca —que não omite períodos de crise — que o eBook vai inspirar os leitores a encontrar as próprias respostas.

O que Interessa é a Vida mostra como lidar com fusões e com a pressão por resultados; maneiras nada ortodoxas de motivar a equipe (contratando um diretor de teatro para dizer tudo o que pensa de mau dos publicitários, por exemplo) e de reter talentos; e acima de tudo, relata histórias de vidas que se cruzaram para criar campanhas que não só entraram no imaginário popular do brasileiro, como também mudaram a trajetória de empresas importantes.

Fatos sobre o Celso Loducca e a agência da qual é fundador e presidente, relatados no livro:
· Foi harekrishna, hippie, vendedor, produziu shows de sanfoneiros, foi professor de biologia de cursinho
· Entrou em seis faculdades (passou em primeiro lugar na ESPM) — e abandonou todas
· Ao optar pela carreira de publicitário, arrematou um Leão no festival de Cannes (o primeiro entre muitos) no segundo ano de profissão
· Para estimular a massa cinzenta da agência, contratou Léo Lama, dramaturgo, filho de Plínio Marcos, para divulgar internamente e sem censura tudo o que pensava do meio publicitário — coisa que ele fez com rascantes provocações
· Foi processado pela população inteira de Governador Valadares por conta de uma campanha
· A Loducca ajudou grandes marcas a ganharem – ou recuperarem – mercado. A campanha “É o Amor”, com trilha sonora de Zezé di Camargo & Luciano, alavancou as vendas do Sazón de 19 para 500 toneladas por mês. Mais recentemente, a campanha “Bem-vindo ao Clube”, para a Nextel, quadruplicou o número de clientes da operadora.
· Viveu um drama pessoal que parou o país (estava casado com a top Claudia Liz na época em que ela, devido a uma lipoaspiração malsucedida, foi vítima de complicações que por pouco não tiraram a sua vida)
· Perdeu a crença na carreira de publicitário/empresário(na mesma época em que ele se separou de um sócio estratégico que levou boa parte dos clientes da agência, perdeu todo o dinheiro da Loducca na falência do Banco Santos)
· Deu a volta por cima, ganhou mais cliente e mais leões em Cannes (embora o prêmio não signifique para ele mais do que o beijo de sua mãe)
· Comanda uma agência que está entre as 20 maiores do país e que foi considerada a melhor agência de publicidade em 2011, segundo o Caboré (a mais respeitada premiação nacional do setor)
· Tem um dreamteam trabalhando com ele (André Paes de Barros, Daniel Chalfon, Guga Ketzer, Ken Fujioka, além da diretoria geral, formada por Cássio Moron, Fábio Saboya e Sérgio Mugnaini (Criação); Daniel de Tomazo (Planejamento); Adriana Favaro (Mídia); e Fernão Cosi (atendimento), que estão entre os melhores profissionais do mercado publicitário)
· Tem medo de, nos últimos minutinhos da vida, olhar pra trás e falar: “Puta, não era a vida que eu queria levar”. Esse pavor faz com que ele faça exatamente aquilo que quer fazer. E pagando o preço por isso (essa postura tanto atrai quanto afasta clientes)

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *