BOLA DA VEZ



O Bola da Vez é o espaço que o Vox News reservou para, através de entrevistas, mostrar o trabalho e a opinião de profissionais que estão se destacando no meio da comunicação e daqueles de quem ainda vamos ouvir falar...

Por Amanda Corrêa


Caboré 2014: Violeta Noya, da Otima, indicada na categoria Veículo de Comunicação

19/11/2014

A Otima Concessionária de Exploração de Mobiliário Urbano é a empresa responsável pela instalação e manutenção dos abrigos de ônibus e totens indicativos de parada da cidade de São Paulo, por um período de 25 anos. Com pouco mais de um ano de atuação, a empresa já foi indicada na categoria Veículo de Comunicação (Plataforma de Mídia) do Prêmio Caboré. O VoxNews conversou com Violeta Noya, presidente da Otima.

VoxNews – Faça um breve resumo da história da Otima.

Violeta Noya – A Otima começou oficialmente suas operações em 2013, com o início da instalação dos novos abrigos de ônibus de São Paulo e de suas respectivas faces publicitárias. A empresa foi criada em 2012, após vencer a licitação que viabilizou o retorno da mídia exterior à cidade de forma ordenada, após sete anos de ausência devido à Lei da Cidade Limpa.

Desde então não paramos de inovar. Ao assumir a concessão, nós também assumimos o compromisso de transformar São Paulo e de oferecer as melhores soluções para que agências e anunciantes viabilizem suas ideias.

Em um ano de atuação, a Otima obteve excelentes resultados, estimulou o setor em todo o Brasil e sabemos que ainda há muito espaço para crescer.

VoxNews – Quais os principais desafios da Otima?

Violeta Noya – Queremos que o mercado de mídia exterior, de uma forma geral, se consolide ainda mais. O segmento ocupa hoje o 2º lugar em penetração no Brasil, superado apenas pela TV. Trata-se de uma mídia muito forte, que impacta milhões de pessoas diariamente.

No primeiro semestre de 2014, o segmento obteve 3,84% dos investimentos em publicidade no país, representando um aumento de 36% no faturamento com relação ao mesmo período de 2013. Um crescimento significativo, que pode ser ainda maior. A média mundial de share de mídia exterior está em torno de 7%, acreditamos que o Brasil pode seguir o mesmo caminho.

VoxNews – Cite os projetos mais marcantes.

Violeta Noya – A Otima participou de diversos projetos especiais. Para a Hering, por exemplo, nossos painéis foram transformados em vitrine de roupas. Já para a Fusion Energy Drink, fizemos a primeira ação interativa com som em abrigos de ônibus.

Para chamar a atenção da população sobre a necessidade de se doar sangue, uma campanha do Ministério da Saúde substituiu duas caixas publicitárias da Otima por grandes bolsas de sangue, onde o nível do líquido subia e descia de acordo com as doações recebidas. Já para a Fundação Pró-Sangue, os painéis foram transformados em carregadores de celular para que as pessoas retribuíssem o favor. O projeto ganhou 2 leões de prata em Cannes 2014.

As caixas publicitárias da Otima também já viraram smartphones gigantes para a campanha #CadeMeuCelular da Pernambucanas, que permitiam aos usuários tocar na tela para tirar fotos. Já para a Fox Film, realizamos o primeiro projeto de realidade aumentada em mobiliário urbano do Brasil para divulgar o filme Maze Runner.

A Otima foi responsável ainda pelos primeiros painéis digitais em abrigos de ônibus da América Latina e criou um roteiro premium digital nas mais importantes vias de São Paulo, que no momento está sendo utilizado por uma campanha inédita do Google em mídia out-of-home.

VoxNews – Por que votar na Otima no Caboré?

Violeta Noya – A mídia nos abrigos de ônibus está cada vez mais consolidada entre os anunciantes e hoje já é vista como essencial para a aproximação da marca com os consumidores.

Formatos diferenciados, som, interatividade, integração com outras mídias… Trata-se de uma valiosa ferramenta que possibilita campanhas mais inovadoras e atinge todos os tipos de público, independentemente de sua atividade ou classe social.

E é por meio de uma forte parceria com anunciantes e agências que a Otima vem mostrando que essa mídia ainda tem muito a oferecer e a surpreender.

  • compartilhe: