Escreva para pesquisar

BOLA DA VEZ

Heber Moura – diretor de Comunicação do Sistema Fecomércio RJ

Compartilhar

Atento às constantes transformações do mercado publicitário e seus desdobramentos, Heber Moura, diretor de Comunicação do Sistema Fecomércio RJ desde 2018, vem aproveitando oportunidades que surgem no mercado, para desenvolver produtos, projetos prorietários e campanhas publicitárias que dêem visibilidade as atuações da Fecomércio, Sesc e Senac RJ.  Liderando uma equipe de comunicação composta por 75 profissionais e atuando em parceria com a nova/sb, Heber está à frente de projetos como “Rio de Mãos Dadas”, lançado durante a pandemia da COVID-19. O executivo também antecipa o lançamento de iniciativas como o Prêmio Visão Consciente, voltado para as ações sustentáveis promovidas por empresas fluminenses e o Movimento Rio em Frente, que irá promover discussões entre diferentes setores da sociedade para criação de estratégias e soluções para o desenvolvimento sócio econômico e sustentável do Estado.

Heber, ainda foi sócio da agência Via 4, por mais de 20 anos, atuando nos segmentos de varejo, gastronomia, hotelaria e marketing promocional.

 

 

VoxNews – Cuidar de uma marca com diversos serviços demanda disciplina e muito planejamento. Como funciona esse processo na área de Comunicação do Sesc e do Senac RJ?

 

Heber Moura – Além da disciplina e do planejamento eu acrescentaria a capacidade de adaptação que as empresas devem ter para lidar com as transformações.

 

Estou à frente da comunicação da Fecomércio RJ há 3 anos, metade deste período atuando num contexto de crise pandêmica, que obrigou a mim e toda a minha equipe atuarmos e nos reinventarmos num cenário totalmente imprevisível.

 

O trabalho integrado das 7 áreas que compõe a comunicação do Sesc e do Senac, a capacidade de realização, o comprometimento e a agilidade das equipes, tem sido determinantes.

 

A união vem fazendo a força e viabilizou soluções criativas também durante a pandemia, como a rápida adaptação das redes sociais das instituições, o que garantiu continuidade no relacionamento com o público das duas instituições, que continuaram usufruindo dos serviços prestados à população possíveis de ser disponibilizado por meio das plataformas digitais, o surgimento de um novo posicionamento de marca: Ninguém faz o que a gente faz, a criação de projetos de comunicação, como foi o caso do Rio de Mãos Dadas e muitos outros que o compõe.

 

VoxNews – O senhor foi sócio de uma agência de publicidade durante anos. Como essa experiência ajuda na gestão da comunicação pública?

 

Heber Moura – Foram mais de 20 anos de Via4, tempo mais do que suficiente para conhecer e aprender com uma enorme diversidade de clientes. Só com o Sebrae Rio foram mais de 12 anos de dedicação, mais 5 de Sesi e Senai, experiência fundamental para entender o Sistema S, e sua enorme capilaridade de produtos e serviços.

Além disso, a Via4 teve grande atuação na área de Varejo, tendo em seu portfólio a conta de vários Shoppings, marcas de moda, gastronomia e rede hoteleira.

 

Durante essa trajetória, passar a entender profundamente como funciona o cenário econômico e social do Estado, tendo uma visão mais sistêmica de suas reais necessidades socioeconômicas, é inevitável. É claro que esse aprendizado prévio me ajudou em muito na gestão atual da comunicação das casas ligadas à Fecomércio. Mas é inegável que a verdadeira avalanche de informações e de aprendizado vem no dia a dia do trabalho com SESC e SENAC. Aqui tudo acontece muito rápido e de forma muito intensa. Costumo dizer que, em termos de aprendizado na prática, estou vivenciando agora meus 50 anos em 5.

 

VoxNews – Um dos principais projetos do Sesc RJ é o “Rio de Mãos Dadas” que o senhor coordena. O movimento começou em janeiro e vem promovendo diversas ações. Quais as próximas novidades?

 

Heber Moura – O Rio de Mãos Dadas é um projeto do Sesc e do Senac, braços operacionais da Fecomércio.

 

Ao final de 2020, levando em conta o avanço da pandemia e os inúmeros projetos da Fecomércio em desenvolvimento, pensados para reafirmar o compromisso com a população durante a pandemia e com a retomada do Estado, nos reunimos para buscar caminhos que possibilitassem uma atuação da área de comunicação, mais próxima às fases que antecederam a pandemia, se adaptando às novas exigências impostas.

Alguns brainstormings nos levaram às intervenções urbanas: mãos que inicialmente seriam expostas com uma distância entre uma e outra e em um segundo momento unidas, simbolizando o momento que o encontro das mãos não oferecerá nenhum risco.

A junção das mãos simbolizam também que o Sesc e o Senac estão de mãos dadas pelo o Rio.

As mãos foram expostas em alguns locais estratégicos na capital, nos pontos turísticos, no Palácio Guanabara e da Cidade e seguiram para o interior do estado.

O lançamento do projeto se deu, em janeiro 2021, por meio de uma live que contou com a participação do Prefeito e Eduardo Paes e o Governador, na ocasião em exercício, Claudio Castro, produzida internamente em parceria com o Infoglobo, com mediação da Miriam Leitão e transmitida pelos canais digitais do O Globo e Extra.

Para além do encantamento originado pela exposição das mãos, nossa proposta para esse projeto é o de criar espaços para discussões e ações concretas que visem o desenvolvimento da população e empresas fluminenses, além da criação de  formatos diferenciados de grande visibilidade, customizados aos projetos das instituições.

Foi com esse foco que utilizamos projetos proprietários do Sesc e Senac para divulgar ações e parcerias das áreas das instituições, um exemplo disso foi que consideramos o Se Liga na Gente, programa jornalístico que apresenta ao público os serviços, os produtos das instituições, transmitido nos programas regionais do SBT, para por meio do projeto Dona de Mim, que tem o objetivo de combater a violência contra a mulher, conscientizar a população dos 5 tipos de violência: física, moral, psicológica, sexual e patronal, para tanto foram criados 5 episódios, foi criado um episódio para cada tipo de violência.

Falando ainda sobre projetos proprietários, visando contribuir com o fomento ao turismo regional, foi criado o Sesc RJ na estrada, programetes de até 3’ que revelam joias arquitetônicas e da natureza do estado do Rio de Janeiro, pouco conhecidas, projeto desenvolvido em parceria com a Band TV.

Além disso, está sendo planejado um projeto de marketing promocional com execução fora do Rio, com o objetivo de promover o nosso estado como destino de turismo, e também o Salão do Turismo, evento que será realizado na capital, com o objetivo fortalecer e renovar os canais de distribuição e comercialização da cadeia produtiva do segmento turístico do Estado, previsto para acontecer em dezembro numa parceria com o Infoglobo.

Outros dois projetos, igualmente representativos:

O Movimento Rio em Frente, que acontecerá em agosto, que tem o objetivo de promover discussões entre diferentes setores da sociedade para criação de estratégias e soluções para o desenvolvimento sócio econômico e sustentável do estado, está em sua terceira e será viabilizado por conta de uma parceria com o Jornal O Dia.

E o Prêmio Visão Consciente, que dá visibilidade às ações sustentáveis das empresas fluminenses em relação aos seus consumidores, este ano as categorias serão: Capacidade de adaptação  e Transformação Social, as inscrições começarão em julho.

 

VoxNews – A diretoria de Marketing Sesc/Senac e Fecomércio é praticamente uma house, com 75 funcionários. Nos conte sobre a parceria e alinhamento com a Nova/SB.

 

Heber Moura – Tanto Sesc quanto Senac, possuem núcleos distintos de Comunicação, e cada núcleo possui suas próprias gerências, divididas em: Publicidade, Imprensa, Comunicação Interna, CRM, Eventos e Digital.

 

As duas casas têm características únicas: o Senac atuando na capacitação profissional e o Sesc com uma enorme capilaridade de atuação, todas voltadas para promover o bem-estar social.

 

A parceria com a agência funciona para que as equipes de profissionais de comunicação de ambos os lados somem forças com objetivos em comum: redução dos custos operacionais, criação de ações diferenciadas, efetivas, e que despertem o interesse das pessoas que recebem a mensagem que queremos passar.

 

A junção de competências individuais e singulares consegue potencializar nossos resultados com os públicos das casas. Nesse sentido, é saudável assumir que, apesar de possuir uma grande equipe de comunicação, as casas não possuem domínio total sobre determinadas atividades que tem mais a ver com o DNA de uma agência. Para manter-se firme à essência do nosso negócio, aproveitamos a consciência dessas limitações para investir dia a dia na parceria com a Nova/SB. O desafio é sempre enxergar quem pode suprir melhor a necessidade de comunicação de cada contexto, campanha, ação, evento ou divulgação, criando propostas de valor, enfatizando a qualidade da entrega final para o público. E estamos tendo excelentes resultados até o momento.

 

VoxNews – Quais são os desafios que a sua diretoria tem hoje? 

 

Heber Moura – Os desafios da minha diretoria continuarão sendo a adaptação dos processos as constantes transformações e decisões baseadas no entendimento das mudanças, afim de tornar nossos produtos e serviços cada vez mais relevantes para os comerciários, alunos e empresários que hoje são impactados por uma quantidade expressiva de informações.

Tags:

Deixe um Comentário