Millward Brown aponta tendências sobre o digital e mídia para 2014

29/01/2014

A partir da análise feita pela Millward Brown com diversos experts do mundo inteiro sobre as principais tendências no universo digital e na mídia, os anunciantes terão um grande desafio em 2014: otimizar o uso da mídia no cenário multi-telas, gerando mais audiência às marcas. Além disso, eles devem modificar sua estratégia de comunicação em diversas situações, buscando explorar novas oportunidades que poderão construir pontos de diferenciação.

A discussão engloba qual a melhor plataforma de comunicação: Off, on ou mobile? A análise aponta, através de cases, 12 tendências que irão permear 2014. Um dos pontos de destaque do estudo mostra que a produção de micro-vídeos estará em alta este ano, pois em 2013 explodiram na internet – o mais comum é o Vine do twitter – e essa tendência só tende a aumentar, com foco, principalmente, em mobile. Ou seja, os micro-vídeos prometem mais engajamento. O Vine tem quatro vezes mais “likes” do que os onlines tradicionais e poderão ter mais impacto do que as mídias na TV, além de terem mais flexibilidade ao serem apresentados em qualquer formato. Por exemplo, o canal de comunicação Youtube consegue ser utilizado em vários dispositivos e a publicidade pode se adaptar a cada realidade.

Outro ponto em destaque é que os smartphones estão no centro da vida dos jovens consumidores. O uso móvel é profundamente pessoal para esta geração, e a maior parte do seu tempo, aprendizado e compra se deslocará obrigatoriamente para estes aparelhos, mesmo que continuem utilizando outros dispositivos digitais. Portanto, as marcas voltadas para os jovens devem proporcionar uma experiência transparente multi-tela entre dispositivos, a fim de manter a atenção e impulsionar o consumo da marca para este público. Outro ponto é que esta geração é muito inconstante. Mesmo no smartphone, eles se movem constantemente entre os sites de mídia social, micro blogs, navegadores de internet e aplicativos de mensagens instantâneas. Somente os mais inovadores, com visão de futuro e de marketing relevante, terá sucesso em manter a atenção e a relação deles. A criação de um “buzz” em sua esfera digital capaz de se conectar no mesmo nível, com linguagem e estilo focados no juvenil serão cruciais, especialmente para marcas de nicho que dependem de referências e da boca-a-boca.

A inovação constante será fundamental em 2014 e as marcas devem adotar uma abordagem de marketing com o mobile-first. Isso, provavelmente deve ter uma ênfase social, deve ser inovador, ágil e, além de tudo, fashion. Portanto, os anúncios móveis bem-sucedidos direcionados para jovens serão visivelmente diferentes dos anúncios de TV convencionais ou mesmo anúncios on-line, a fim de demonstrar que a marca é on-tendência.

Segundo Valkiria Garré, CEO da Millward Brown, “a grande discussão para 2014 é a forma de marketing mais apropriado. O primordial é oferecer conteúdo de relevância para cada gadgets. É fundamental conhecer, se aprofundar em todos os canais digitais que estão disponíveis e propor uma experiência atraente para os consumidores. É necessário entender que não é preciso se desconectar do offline. Não é porque está no Vine que não poderá trazer resultados também em uma revista ou na TV”, explica.

A tecnologia do Google Glass é outro ponto em evidência para 2014. Haverá também um contínuo crescimento do mercado de health e fitness (um exemplo é o Nike + para corrida), transformando a forma de interação entre as pessoas e em sua forma de trocar mensagem, tirar fotos, escutar música, entre outros. O desafio para este cenário será entender como as marcas conseguem impactar os consumidores com algo relevante através desta tecnologia.

Portanto, os anunciantes devem utilizar os múltiplos canais para conseguirem a melhor performance. Atualmente, há diversos novos canais de comunicação (devices) e o grande segredo é saber conduzir uma comunicação que esteja inserida em todos os formatos on e off, com uma estratégia que envolva todos eles com conteúdo segmentado.

  • compartilhe: