Cigarros junto a balas e doces, não!

30/08/2013

Em homenagem ao Dia Nacional de Combate ao Fumo, comemorado ontem, dia 29 de agosto, a Aliança de Controle do Tabagismo (ACT), em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), lançou uma peça publicitária onde são misturados cigarros, balas e doces. Criada pela agência Havas Worldwide, o anúncio tem como objetivo mostrar que cigarros e balas não devem ser vendidos juntos ou próximos nos pontos de venda, nem serem considerados como produtos semelhantes, apesar de ambos terem sabores e embalagens atraentes. Assim como faz a propaganda, isso pode estimular o consumo especialmente por jovens e adolescentes.

A ACT e a SBP pedem o fim da propaganda de cigarros em pontos de venda, questão prevista na lei 12.546/11, que está há 18 meses à espera de regulamentação. A lei 12.546/11 também prevê a adoção de ambientes fechados livres de fumo em todo o país. Segundo representante da Casa Civil, o texto de regulamentação da lei está pronto e é juridicamente perfeito. “Não entendemos porque ainda não foi apresentado, se está pronto. Sabemos que a pressão da indústria do tabaco tem sido enorme para evitar avanços no controle do tabagismo”, diz Paula Johns, diretora-executiva da ACT.

O Dia Nacional de Combate ao Fumo ainda será comemorado com o vídeo de um flashmob realizado dia 20 de agosto, no Rio de Janeiro. Duas apresentações relâmpagos reuniram 40 bailarinos e atores na Cinelândia e no Largo da Carioca, no centro da cidade, que ao som de um MC dançaram em ritmo de hip hop a música “Cigarro não é Bala”. A performance foi registrada por quatro câmeras e o clipe será lançado nas mídias sociais da ACT e Limite Tabaco e veiculado antes das sessões de cinema das Naves do Conhecimento, projeto da Prefeitura que visa inserir a população no mundo da tecnologia presente nos bairros Padre Miguel, Irajá, Madureira, Penha, Santa Cruz e Vila Aliança.

  • compartilhe: