Nove projetos são selecionados para o Cannes Chimera

23/05/2013

A organização do Festival de Cannes e a Fundação Bill & Melinda Gates selecionaram nove projetos para o segundo Grand Challenges Explorations initiative (em português livre: Grandes Desafios de Exploração). Cada um deles terá como desafio desenvolver abordagens inovadoras para mudar a discussão global sobre soluções que ajudem a resolver um problema global.

Cada um dos idealizadores receberá até US$ 100 mil para trabalhar na ideia de comunicação e contará com o aconselhamento do Cannes Chimera, grupo de profissionais composto por representantes dos vencedores do Cannes Lions Grand Prix de 2012. O Cannes Chimera atuará em parceria com cada bolsista e proporcionará aconselhamento à medida em que desenvolvem suas ideias. Os vencedores terão, então, a oportunidade de pleitear um fundo adicional de $ 1 milhão da Fundação Bill & Melinda Gates para executar seus projetos. Os nove projetos de agências e organizações não governamentais do mundo todo são:

– BeHere-BeThere Project da Serviceplan, Hamburg, Alemanha: Utilizando aplicativos de rede baseados em localização e colaboração com parceiros de varejo locais, a Serviceplan ligará os consumidores a projetos de caridade para aumentar a conscientização das questões de desenvolvimento e acionar doações a partir de locais de varejo para projetos específicos.
– Cause Generation: a Platform to Define a Generation´s Cause da OgilvyEarth, São Francisco, EUA: A OgilvyEarth desenvolverá e lançará plataforma on-line para que equipes de estudantes universitários façam campanha a uma única causa do desenvolvimento global de sua geração, convencer seus pares a apoiar essa causa e executar um projeto de sensibilização em torno da causa vencedora.
– Hactivating Development Aid da Coxswain Social Investment Plus, Tunis, Tunísia: A organização desenvolverá programa de crowdsourcing on-line que envolva jovens em todo o mundo, que os permita aprender sobre desafios do desenvolvimento global por meio de narrativas em primeira pessoa, bem como fornecer soluções para os desafios da vida real identificadas por seus pares.
– HMKD da Leo Burnett, Chicago, EUA: A Leo Burnett desenvolverá plano para criar cotação de ações (stock ticker) operando na Bolsa de Valores de Nova York, que acompanhará o retorno diário sobre o investimento de ajuda ao desenvolvimento para aumentar a consciência de que os investimentos em humanidade estão funcionando.
– House Parties: Experiential Marketing for Global Aid da Plan International, Washington, EUA: A Plan International USA testará modelo de marketing comprovado – o House Party – como uma ferramenta de engajamento para construir o apoio entre o público para programas de desenvolvimento internacional.
– Global 360 da Media Trust, Londres, Reino Unido: Com base na sua programação existente, a Media Trust produzirá o primeiro canal de televisão, on-line e móvel dirigido por jovens, que criarão e distribuirão histórias sobre o desenvolvimento global.
– Mobile-izing the United Voices of Aid Recipients da Environics Trust, Ghaziabad, Índia: A Environics Trust usará um sistema de resposta interativa de voz para coletar 10 mil narrativas pessoais sobre o impacto dos programas de ajuda da Índia rural, vai divulgá-las on-line e por mídias sociais e, em seguida, medir como a informação muda percepções entre um público jovem.
– RADIO8 da Digital Kitchen, Seattle, EUA: A Digital Kitchen criará canal de rádio em todo o mundo para as crianças de oito anos de idade, a fim de fornecer conhecimento, percepções e perspectivas sobre o impacto da ajuda por histórias na primeira pessoa, música e intercâmbios culturais, com o objetivo de promover conexões entre o desenvolvimento e o mundo desenvolvido.
– Smart Cities: An Interactive Multi-Media and Mapping Platform da Spatial Collective, Nairobi, Quênia: A Spatial Collective criará plataforma de comunidade interativa, acessível via SMS, para que os cidadãos apresentam desafios de desenvolvimento local e sugiram possíveis soluções, com o objetivo de promover uma melhor comunicação entre os cidadãos, prestadores de serviços, governos locais e membros da comunidade internacional e melhorar as condições de vida das pessoas nos países em desenvolvimento.

O desafio de criação “Aid is Working. Tell the World” (em tradução livre: A Ajuda Funciona, Diga ao Mundo) exige ideias criativas de comunicação que podem ajudar a mudar a conversação global sobre o impacto dos investimentos em ajuda externa. Respondendo a um breve questionário para ideias em quatro categorias específicas de submissão: Mobile, Data (dados), Young Audiences (Público Jovem) e The Progress of Development (O Progresso do Desenvolvimento), os nove novos projetos foram selecionados entre os trabalhos enviados de todo o mundo. Eles foram escolhidos unicamente pelo mérito – detalhes dos candidatos são mantidos em sigilo – por um painel de avaliação composto por especialistas do primeiro Cannes Chimera, vencedores do Cannes Lions Grand Prix 2011, e representantes da Fundação Bill & Melinda Gates. Estas bolsas são concedidas como parte da iniciativa Grand Challenges Explorations da fundação que promove inovações que podem ajudar a superar os desafios mais persistentes na saúde e desenvolvimento global.

O programa, em parceria com a Fundação Bill & Melinda Gates, existe para aproveitar grandes ideias para o bem do mundo. A iniciativa é aberta a qualquer pessoa de qualquer disciplina, de estudantes a executivos de comunicação e de qualquer organização. Os projetos são submetidos online para Cannes Lions e subsídios iniciais de U$ 100 mil são concedidos para os finalistas. Projetos bem-sucedidos têm a oportunidade de concorrer a uma bolsa de até U$ 1 milhão para implementar sua ideia.

  • compartilhe: