Escreva para pesquisar

MÍDIA

Anunciantes rejeitam Domingo da Gente, novo programa da Record

Compartilhar

A vida não está fácil para o Domingo da Gente, novo programa da Record. Não são apenas os artistas que estão rejeitando apresentar a atração, com medo de se queimarem com a Globo. Os anunciantes também. A atração estreia domingo (10) sem nenhuma cota de patrocínio vendida. E está tendo muita dificuldade para vender ações de merchandising. Com quatro horas de duração (das 11h às 15h), terá poucos intervalos e anúncios testemunhais.

Nos bastidores da emissora, circula a versão de que a proposta de patrocínio do programa foi rejeitada pelo mercado. Mas, Walter Zagari, vice-presidente comercial da Record, afirma que isso não ocorreu, porque não foram colocadas cotas à venda. “Ninguém compra patrocínio e merchandising de programa com dez apresentadores”, justifica.

Zagari diz que a emissora só colocará cotas à venda quando um apresentador for efetivado. Ele admite que só estão sendo vendidas ações de merchandising por “demanda” do apresentador. Ou seja, nomes comercialmente fortes, como Adriane Galisteu, atraem anunciantes, enquanto outros apresentadores são ignorados pelo mercado.

Concebido para ter 15 edições com apresentadores diferentes, o Domingo da Gente vem enfrentando resistência dos artistas convidados. Wanessa Camargo e Alexandre Pires disseram não. Até Zezé Di Camargo, que já era tido certo, agora é dúvida, por causa de mudança de data. Sem os cantores que gostaria, a Record teve de repetir gravação com Adriane Galisteu, que fará pelo menos duas edições, e apelou a apresentadores da casa (Geraldo Luis, Ticiane Pinheiro).

Do Notícias da TV

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *