VML celebra resultado de campanha por desaparecidos

06/05/2014

O Ministério Público de São Paulo oficializou sua adesão ao Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID) – um cadastro idealizado pelo MP do Rio de Janeiro com o intuito de se tornar um banco de dados nacional em 2014 – com uma campanha publicitária criada pela VML.

O balanço dos primeiros cinco meses da campanha registrou um intenso engajamento da população com a causa, o que resultou na localização de 23 pessoas – sendo 9 delas vivas e 14 que foram indevidamente sepultadas como indigentes – e contribuiu efetivamente para detectar uma ocorrência inadmissível: cerca de três mil pessoas foram enterradas como indigentes nos últimos 15 anos na cidade de São Paulo, mesmo portando documento de identificação.

“Há parcerias que qualificam os envolvidos. O Ministério Público de São Paulo reconhece na VML, e no propósito da campanha, a real confirmação de nossa vocação: defender o interesse da sociedade. Toda essa realização é qualificada pelo trabalho conjunto que estabelecemos e que nos une: VML e MP-SP”, comenta Márcio Fernando Elias Rosa, Procurador-Geral de Justiça.

“Durante muito tempo na agência, pensamos em como, além de ajudar nossos clientes, poderíamos contribuir com a sociedade tão carente de cuidados. A oportunidade de apoiar o MP-SP é um privilégio. Com os resultados alcançados, já desenvolvemos uma segunda fase da campanha, com a intenção de aumentar ainda mais o conhecimento dessa excelente iniciativa do MP-SP. Fazemos valer nossa cidadania, apoiando iniciativas como o PLID e outras que virão”, ressalta Fernando Taralli, presidente da VML.

Com um filme para veiculação na TV (versões de 30” e 60”), a campanha criada de forma voluntária pela VML – com apoio da Zeppelin Filmes e da produtora de som Cream Studio – promoveu o site: www.mpsp.mp.br para conscientizar a população sobre a gravidade do problema e incentivou toda a sociedade a se engajar no combate ao desaparecimento de pessoas.

  • compartilhe: