Escreva para pesquisar

DIGITAL

Stardoll, rede social para adolescentes, tem o Brasil como maior mercado

Compartilhar

Um mundo virtual em que as meninas podem criar a sua “MeDoll”, boneca que pode ser quem ela quiser, inclusive se  inspirar em diversos artistas ou personagens de filmes e compartilhar com usuários do mundo inteiro. A boneca também ganha um quarto virtual que pode ser decorado de acordo com o gosto e sensibilidade do usuário. Esse é o universo de Stardoll, a maior rede social do
mundo para meninas adolescentes. Com audiência em sua maioria da geração Z, nascida entre 1995 e 2005, e existente em 21 idiomas, a rede tem o Brasil como o maior mercado, a Turquia em segundo e o EUA em terceiro lugar. No Brasil já são mais de 8 milhões de membros.

O jogo permite que os participantes vistam modelitos cobiçados, ser amiga de celebrities, produzir uma festa de arromba e até fazer a vez de estilista, desenhando seus próprios modelos.  O alcance da plataforma é tão impactante para o público infanto-juvenil e feminino, que a Mattel promoveu um casamento entre as duas bonecas mais famosas do mundo:  Barbie e as Bonecas virtuais da rede social Stardoll. Ambas lançaram no ano passado, uma nova linha de 8 novas bonecas Barbie mini-fashionistas e colecionáveis, inspiradas em avatares da Stardoll.

A lucrativa rede social Stardoll já tem a receita na ordem de dois dígitos de milhões em euros. Na Stardoll, é possível levar marcas e réplicas de produtos reais para o ambiente virtual da rede na forma de itens customizados, deforma contextualizada e envolvente.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *