Escreva para pesquisar

PUBLICIDADE & MARKETING

Souza Cruz entra na Justiça para tirar do ar campanha anticigarro

Compartilhar

A Souza Cruz entrou com uma ação na Justiça do Rio de Janeiro para tirar do ar um comercial de TV e o site de uma campanha que visa proibir a venda de cigarros em caixas de bares, padarias e supermercados. O vídeo mostra uma mãe com crianças num carro conversando sobre o que tem numa padaria. Uma delas menciona cigarro. Outra retruca que não pode. “Pode, sim. Tem em cima do chiclete.” A mãe diz ser contra colocar cigarro e propaganda nesses lugares. Então entra a mensagem: “A indústria do tabaco vem cada vez mais camuflando seus produtos e adicionando sabores para atrair crianças e adolescentes no consumo do cigarro. Ajude a mudar essa situação”.

A Souza Cruz considerou “inverídico” o comercial. No pedido judicial o advogado Sergio Bermudes escreve: “Afirmar que há uma estratégia especialmente montada para fomentar o consumo de cigarros por crianças e adolescentes significa, em termos práticos, dizer que a requerente (Souza Cruz) está desrespeitando a venda de cigarros a menores de 18 anos”. “Não falamos que as empresas vendem cigarros para crianças. A Souza Cruz nem é citada no spot.” diz Paula Johns, coordenadora da ACT. A publicidade de cigarro é proibida em todos PDVs, com exceção das padarias. Em dezembro do ano passado, uma lei tentou acabar com essa exceção. Foi vetada a propaganda em bares e padarias, “com exceção apenas da exposição dos referidos produtos”. Ou seja, não seriam permitidos cartazes ou luminosos.

Da Folha de S. Paulo

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *