SOS Mata Atlântica condecora árvores veteranas de guerra

28/09/2012

Uma ação da Fundação SOS Mata Atlântica, criada pela F/Nazca Saatchi &Saatchi, vai condecorar as espécies nativas como se fossem verdadeiras veteranas de guerra. Sobreviventes ao crescimento urbano de São Paulo, as árvores identificadas pelo ambientalista Ricardo Cardim, recebem medalhas por sua força, perseverança, coragem e resistência.

Segundo Theo Rocha, diretor de criação da agência, “é importante lembrar que a Mata Atlântica não é apenas uma paisagem da casa de praia. Ela está bem debaixo de nossos pés.” E, ao resgatar essa memória, a campanha quer aproximar a população do problema, engajando todos na luta pela preservação da mata.

Ontem, um ato de homenagem promovido pela ONG, transformou a praça Armando Salles de Oliveira em um cemitério da Mata. Para cada árvore nativa arrancada ao redor do Monumento às Bandeiras, foi fincada uma estaca no formato de cruz, relembrando que ali costumava ser um pedaço da Mata Atlântica. Além da homenagem, a campanha convida a sociedade à “adotar” a sua veterana de guerra na capital paulista. Para escolher uma basta acessar o site da ação veteranasdeguerra.org e tagear o seu nome na árvore adotada.

Os padrinhos poderão entregar as medalhas virtuais e disparar e-mails para órgãos públicos e secretarias, comunicando as autoridades competentes toda vez que alguma irregularidade afetar a sua Veterana de Guerra. E toda irregularidade apontada no site, poderá ser compartilhada pelo Facebook ou Twitter, o que ajudará outras pessoas se engajarem no projeto através da #adoteumaveterana

Na televisão, o filme “Veteranas de Guerra” traduz o conceito da campanha e convida o telespectador a acessar o site. O roteiro ilustrado remonta cenas de guerras, com soldados engravatados, prédios e outros maus modernos se sobrepondo à natureza.

  • compartilhe: