Escreva para pesquisar

BOLA DA VEZ

Rafael Vallaperde, sócio da Lightfarm Brasil

Compartilhar

Na semana de Cannes, a Lightfarm Brasil já comemora alguns prêmios. Um Leão de Prata na categoria Pharma com a peça “Bone Battle”, 100% em 3D, criada para a Area23 FCB New York para a Bayer e, ainda, um Bronze na categoria Outdoor pelas imagens “Panda Bear”, “Anteater” e “Orangutan” desenvolvidas com a Y&R Brasil para a campanha institucional do Greenpeace. Ainda com a primeira peça, a imagem assinada pela Lightfarm Brasil foi eleita o melhor 3D do ano na terceira edição do CGI Awards da Lürzer’s Archive, na Alemanha. E no ranking das Top 10 das melhores imagens, a produtora de imagens também emplacou duas peças 100% desenvolvidas em 3D assinada pela McCann Health Brasil para o Hospital Moinhos de Vento.

Mas, a entrevista não fala sobre isso. Há um ano a Lightfarm Brasil passou a apostar também numa área de filmes. Não uma aposta, na verdade, mas um planejamento que já estava sendo desenhado pela empresa e, segundo o sócio Rafael Vallaperde, a produção de vídeos é uma “evolução natural”.

Com uma equipe também especializada, a Lightfarm produz animações e abre câmera de acordo com cada projeto. No portfólio criações para agências internacionais como a VML NY e no Brasil como a Y&R. Confira o bate-papo.

VoxNews – A Lightfarm já é consolidada e reconhecida pela qualidade do material impresso produzido. Por que apostar numa área de filmes?

Rafael VallaperdeNão é novidade que a mídia mudou, filmes fazem parte do nosso dia-a-dia, dos nosso celulares a tela do cinema. Tudo se move! A Lightfarm sempre foi focada em produzir publicidade com craft de artista, produzir vídeos é uma evolução natural.

VoxNews – Esse investimento já estava planejado? A Lightfarm teve que mudar de sede e/ou ampliar seus equipamentos e/ou pessoal?

Rafael VallaperdeSim, sabiamos que essa hora chegaria. Não precisamos mudar de sede, mas contratamos bastante gente. Produzir vídeos acaba sendo mais trabalhoso pelo número de etapas necessárias para finalizar uma peça; no entanto, os resultados são mais recompensadores.

 

VoxNews – Os filmes são sempre em animação ou a Lightfarm também abre câmera?

Rafael VallaperdeProduzimos animações e abrimos câmera também! É nosso objetivo sempre tornar realidade a ideia dos nossos clientes.

VoxNews – Quem são os diretores dessa área?

Rafael VallaperdeEu coordeno toda a área de 3D, e o Milton Menezes faz a direção dos shootings. Somos sócios do estúdio, artistas digitais consolidados no mercado e à frente da Lightfarm desde o início. Existe muita troca durante os processos, porque acreditamos ser fundamental a coordenação entre a produção e a pós produção.

Muitas vezes, planejamos toda a captura em 3D e depois executamos o plano. O resultado de planejar o job corretamente fica evidente quando notamos as peças se unindo perfeitamente, e assim se evita surpresas.

 

VoxNews – Com a ampliação do serviço oferecido houve também um crescimento no faturamento da produtora?

Rafael VallaperdeSim, mas não houve uma mudança explosiva. Os vídeos são mais caros para serem produzidos, mas levam mais tempo para serem finalizados e demandam mais energia. No final das contas, o orçamento da empresa se beneficia, mas não tão significativamente.

 

VoxNews – Podem citar exemplos desses trabalhos da área de audiovisual?

Rafael VallaperdeDo final do ano passado passado até agora produzimos várias campanhas de vídeo, dentre elas, Jif Jaf, uma marca de biscoitos vietnamita da gigante Kraft; produzimos também o primeiro spot 100% 3D da New balance (VML NY). Recentemente, finalizamos dois filmes para lançamentos de capacetes HONDA (Y&R) e, é claro, não poderíamos deixar de fora os nossos autorais. Bloom é o nosso novo xodó e já foi premiado com 3 prêmios de animação e 5 indicações em festivais de todo o mundo.

 

VoxNews – A maioria dos estúdios aposta em trabalhos autorais. A Lightfarm também incentiva projetos nessa área?

Rafael VallaperdeSim! Uma das características mais fortes da Lightfarm é a vontade de criar arte. Por isso, todos os artistas do estúdio são motivados a criarem ou estudarem quando existe tempo livre entre os projetos. Isto faz com que mantenhamos vivo o espírito artístico e as habilidades se mantenham sempre afiadas!

 

VoxNews – Já estamos na metade de 2018. Como vocês projetam o segundo semestre especificamente para o segmento no qual a Lightfarm vem atuando?

Rafael VallaperdeMuito crescimento. Principalmente nas modalidades de motion graphics, animação e inserção de 3D em backplates reais. 2018 promete!

 

Tags:

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *