Escreva para pesquisar

DESTAQUE

Publicidade perde Petrônio Corrêa

Compartilhar

O publicitário Petrônio Corrêa, um dos mais importantes nomes da publicidade brasileira, faleceu neste domingo, 1º, em São Paulo, aos 84 anos. Petrônio Corrêa é fundador de uma das principais marcas do mercado publicitário brasileiro, a MPM, juntamente com o sócios Luiz Macedo e Antonio Mafuz, nascida em Porto Alegre em 1957.

Em 1991, a MPM foi incorporada pela Lintas, em um dos maiores processos de fusão de agências no país. Posteriormente, a marca MPM foi comprada pelo Grupo ABC, que chegou a utilizá-la em duas operações da holding.

Corrêa também presidiu a Abap (Associação Brasileira das Agências de Publicidade) entre 1979 e 1981 e participou da articulação do Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), criado em 1981 e que contou com Petrônio como seu primeiro presidente, até 1988.

Em 1998, já desligado de funções executivas de agência, Petrônio assumiu o Cenp (Conselho Executivo das Normas-Padrão), grupo ao qual esteve à frente da presidência executiva até 2009, quando assumiu o comando Conselho Consultivo, deixando a liderança executiva para Caio Barsotti. Corrêa ficou ligado ao Conselho Consultivo do Cenp até o último mês de julho.

O corpo de Petrônio está sendo velado nesta segunda-feira, 2, no Cemitério Gethesemani, em São Paulo, onde também será sepultado às 17 horas.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *