Protesto na web faz marca de camisinha retirar anúncio

31/07/2012

Uma frase interpretada por centenas de internautas como incentivo ao estupro levou a marca de preservativos Prudence a retirar do Facebook uma peça publicitária. O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) informou ter recebido mais de 500 reclamações e deve investigar o caso. A peça publicitária “Dieta do Sexo” traz uma lista de calorias gastas em preliminares e atividades sexuais. Um dos itens, “Tirando a roupa dela”, traz duas opções: “com o consentimento dela – 10 cal” e “sem o consentimento dela – 190 cal”.

A frase irritou internautas. A peça publicitária foi publicada apenas no Facebook, mas os protestos se estenderam por outras redes. No Twitter, foi criada a hashtag #PrudenceNaoApoieEstupro. A DKT do Brasil, detentora da marca Prudence, informou que o texto não é de sua autoria e vem sendo divulgado como viral desde 2007. Mesmo assim, pediu desculpas. “Apesar de não ser a criadora do texto, a empresa não se isenta da responsabilidade de avaliar os conteúdos publicados em sua página na rede social, e por isso lamenta a não percepção de possíveis ofensas originadas pelo material”, diz a nota. O comunicado afirma ainda que a intenção da empresa era contar “de forma divertida” quantas calorias um casal pode perder durante a relação sexual e preliminares.

A assessoria de imprensa da DKT informou que responderá individualmente a cada crítica de internauta e que deve desenvolver uma ação de repúdio a crimes sexuais.

Da Folha de S. Paulo

  • compartilhe: