Nova direção da Record pede trégua ao Ibope

06/08/2013

Record e Ibope fizeram as pazes. Pelo menos por enquanto. A Folha apurou com fontes do instituto de pesquisa que a nova gestão da emissora pediu uma trégua ao presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, a fim de estreitar relações e desfazer rusgas do passado.

O novo vice-presidente artístico da emissora, Marcelo Silva, é um dos responsáveis pela reaproximação do canal com o instituto, alvo de reclamações, processos e até denúncias nos jornalísticos da emissora durante a gestão do ex-VP do canal, Honorilton Gonçalves.

O próprio Montenegro foi alvo de reportagem com tom de “denúncia” no “Domingo Espetacular”, da Record, que questionava a origem da fortuna do empresário. Em junho de 2012, a Record moveu ação judicial contra o Ibope, protestando contra supostos erros (ainda que mínimos) de medições. A emissora venceu o processo em primeira instância.

Para o Ibope ficou claro, nas recentes conversas com a direção da Record, que o sucessor de Gonçalves não pretende manter o clima bélico da gestão anterior, nem questionar os dados do instituto com agressividade. Tanto é que a Record encomendou um novo pacote de pesquisas ao Ibope, para ajudar na reestruturação da programação do canal.

Da coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo

  • compartilhe: