Miguel Athayde substitui Eugência Moreyra na GloboNews

17/08/2017

Há 23 anos na Globo, Miguel Athayde assumirá a direção da GloboNews em janeiro de 2018. Ele vai substituir Eugênia Moreyra, que, por decisão pessoal, se aposentará no fim deste ano.

Atualmente, Miguel é diretor da Editoria Rio, cargo que será ocupado por  Vinicius Menezes, diretor-chefe do Bom Dia Brasil. Vinícius será substituído por Monica Barbosa, uma das chefes de redação do Globo Repórter.

 Eugênia Moreyra continua como diretora da GloboNews até 31 de dezembro, quando toda a movimentação será realizada.

 

Abaixo o comunicado interno de Ali Kamel, diretor-geral de Jornalismo da Globo, sobre as mudanças: 

 

Como muitos de vocês já sabem, Eugênia Moreyra, por desejo dela manifestado já há bastante tempo, vai se aposentar no fim deste ano, deixando o cargo de diretora da GloboNews, que desempenhou com grande brilhantismo. Eugênia, como o slogan do canal, é daqueles profissionais que nunca desligam. Não no sentido de trabalhar com grande intensidade, embora isso também seja verdade. Mas no sentido de estar sempre antenada, ligada no que está acontecendo no nosso mundo profissional, nas tendências, em novas maneiras de fazer jornalismo. Foi assim na GloboNews e foi assim em todos os lugares por onde passou. No Esporte, onde começou na Globo, em programas para o Globo Repórter, coberturas para o Jornal Nacional, no projeto de renovação do Fantástico, no nascedouro do Profissão Repórter. E em projetos de mega sucesso, como editora-chefe pelo lado do jornalismo, numa parceria com o Entretenimento, com o Boninho: no ‘No Limite’, primeiro reality da TV Brasileira e nos dois primeiros Big Brother Brasil. Na GloboNews, como disse, desenvolveu um trabalho brilhante. Lembro nossas conversas sobre como, num canal “all news”, era imperativo enfatizar o jornalismo ao vivo, ter programas com mais pé na atualidade e reforçar uma marca já vitoriosa. O trabalho mais que deu certo. Nos último anos, a GloboNews foi melhorando cada vez mais sua posição no ranking das maiores audiências da TV por assinatura: 20°, 16°, 8° e, este ano, até aqui, 9°, considerando todos os canais, infantis e esportivos. Um feito. Eugênia está de parabéns, porque deixa a GloboNews preparada para o futuro, e por tudo o que fez em jornalismo até aqui. Uma trajetória de vitória e sucesso, de que tem de se orgulhar muito. Para mim, foi sempre um prazer trabalhar com ela: sempre com novas ideias, entusiasmo, visão de futuro. Merece todo o futuro que desenhou para si.

 

Como Eugênia não faz nada de improviso, vinha conversando conosco já há anos sobre o seu projeto, o que nos deu bastante tempo para pensar em sucessores. Assim, é com grande prazer que anuncio que o seu substituto será Miguel Athayde, que há cinco anos brilha como diretor da Editoria Rio. Miguel é desses jornalistas incansáveis em busca pela notícia. Madruga quando a notícia explode de manhã, faz serão quando ela eclode mais tarde. Tem o talento de liderar equipes, formar times vitoriosos, formular estratégias de coberturas de eventos complexos, fomentar o jornalismo investigativo. Para isso conta com um dos melhores times do jornalismo brasileiro: a editoria Rio. Há 23 anos na TV Globo, Miguel começou justamente na Editoria Rio, como estagiário e depois produtor, foi para o Bom Dia Brasil, do qual foi editor-executivo e editor-chefe, voltou à Editoria Rio como chefe de redação e, depois, como diretor. Na GloboNews, está pronto para continuar o trabalho de Eugênia, onde contará com o auxílio de uma equipe excepcional de profissionais, que fazem do canal o sucesso que ele é hoje.

 

Miguel será substituído por Vinicius Menezes, há cinco anos liderando com maestria o Bom Dia Brasil que, em suas mãos, foi reformulado dentro do projeto Globo Manhã Viva, com ênfase no jornalismo ao vivo, quente, preparando os brasileiros para o dia que vem pela frente. Vinicius demonstrou sempre aliar dedicação à qualidade jornalística, firmeza a um genuíno talento no trato das pessoas, criatividade à seriedade com que as notícias devem ser tratadas. Aqui na Globo desde que se formou, sua primeira experiência foi em 1989 no MGTV segunda edição, em Juiz de Fora, onde nasceu. Passou pela afiliada da Globo EPTV, no sul de Minas,  por BH, nos telejornais locais até ir para Brasília em 1995, trabalhar no antigo Bom Dia Brasil. Lá trabalhou como editor-executivo do Bom Dia, depois como editor no JN, chefe da produção de rede, quando coordenou inúmeros eventos, como a posse do Lula,  entre outras coberturas. Em 2005, veio para o JN no Rio, como editor. E, finalmente, para o Bom Dia Brasil. Será um excelente diretor da Rio, não temos dúvidas: tem o talento, a liderança e a correção para liderar um time composto pelos melhores.

 

Vinícius será substituído por Monica Barbosa, a nossa Mona, hoje uma das chefes de redação no Globo Repórter. Ela dispensa cartão de visitas, mas assume o Bom Dia bem no momento em que um programa dirigido por ela foi indicado ao Emmy desse ano. No Globo Repórter, sob o comando da super Silvia Sayão, aperfeiçoou-se ainda mais na arte de editar. Entrou na Globo como uma das editora do RJ TV, depois foi a editora, no Rio, das reportagens para o Jornal da Globo e depois para o Jornal Nacional. Em seguida, passou dois anos em Brasília, voltou ao Rio como uma das editoras do Jornal Nacional. Foi chefe da mesa rede, chefe do escritório de Nova York, e, finalmente, chefe de redação da Editoria Rio.  Por onde passou, deixou sua marca de competência profissional, seriedade, criatividade e liderança. Está absolutamente pronta para liderar o Bom Dia Brasil, um jornal matutino que tem a audiência que nossos concorrentes têm no horário nobre. Dará continuidade ao trabalho de Vinícius, porque contará com o auxílio da equipe do Bom Dia, profissionais brilhantes, aguerridos, engajados em informar o público com qualidade.

 

Mais adiante, anunciaremos quem vai para o lugar de Mona no Globo Repórter.

 

Eugênia fica em seu posto até 31 de dezembro, quando toda essa movimentação se concretizará. Nesse período, cada profissional terá tempo suficiente para se inteirar dos novos desafios e passar o trabalho para os substitutos.

 

A todos, desejamos, eu Sílvia Faria e Mariano, boa sorte. À Eugênia, agradecemos tudo o que fez pela Globo e desejamos que seja feliz no projeto que desenhou para si.

  • compartilhe: