BOLA DA VEZ



O Bola da Vez é o espaço que o Vox News reservou para, através de entrevistas, mostrar o trabalho e a opinião de profissionais que estão se destacando no meio da comunicação e daqueles de quem ainda vamos ouvir falar...

Por Amanda Corrêa


Maurício Marquez, Álvaro Rodrigues e Paulo Gatti – Fullpack

23/10/2017

 

Aproveitando a chegada do novo CEO e CCO – aqui -, o Bola da Vez conversou Maurício Marquez, Chairman e CFO, e Álvaro Rodrigues, sobre esse  reposicionamento da Fullpack que teve o apoio da consultoria Luzio Strategy Group. Ainda na nova configuração do board, Paulo Gatti, sócio da Fullpack ao lado de Marquez ficará responsável pela área de Operações como COO.

“Precisávamos de um líder com o viés de criativo e alguém que já tivesse tido experiência em liderar uma grande agência, e fosse considerado pelo mercado como um grande publicitário”, disse Maurício Marquez.

Aos Fullpack, aos 23 anos, ocupa o 32º lugar* de acordo com o ranking da Kantar Ibope Media (*dados relativos ao mês de setembro), com R$ 655.454 milhões de investimento dos anunciantes.

Desde 2008, a Fullpack ocupa uma sede própria com 3.000 m2 em frente à praia da Barra da Tijuca. O prédio foi projetado internamente pelo próprio Marquez que, além de publicitário, também é designer.

 

VoxNews – O que a chegada do Álvaro representa para a agência?

Maurício Marquez – Uma nova postura frente ao mercado publicitário, e a renovação no aspecto criativo. Apostamos no relacionamento estabelecido pelo Álvaro ao longo da sua carreira, aproximando a Fullpack das grandes contas do mercado.

 

VoxNews – Vocês contrataram uma consultoria para esse reposionamento. Qual a principal meta de vocês com esse movimento?

Maurício Marquez – O principal objetivo foi de rever o modelo de negócio, tornando a Fullpack mais competitiva, e preparando a agência para um projeto futuro de sustentabilidade orgânica, otimizando os investimentos e inserindo definitivamente a empresa no cardápio de grandes clientes.

 

VoxNews – O cenário econômico e político influenciou na inciativa para essa mudança?

 Maurício Marquez – Não só o cenário político, mas a forma como o nosso seguimento está se comportando. Achamos que nos períodos de crise, surgem oportunidades únicas, e as empresas com gestão como é o nosso caso, estão fortalecidas para arriscar mais que as outras. Sempre nadamos contra a maré.

Está na hora da Fullpack, com o comando criativo do Alvaro, se colocar em outro patamar. Mesmo num cenário de crise, a nossa estratégia se mostrou muito eficiente. Estamos em um ano de crescimento real na casa dos 18%. O cenário pessimista econômico, nos faz crer que a estratégia está no caminho certo.

 

VoxNews – Como fica a confirguração da diretoria com o Álvaro no board da agência?

Maurício Marquez – Estamos criando um conselho profissional que será presidido por mim, e acumularei os cargos de  Chairman e CFO. Estamos convidando mais dois conselheiros externos, a fim de dar mais profissionalismo nas decisões. O Álvaro assume as cadeiras de CEO e CCO e o Paulo, meu sócio, a função de COO.

 

VoxNews – Criativamente, no que a agência pode mudar e/ou inovar?

 Álvaro Rodrigues – Em um mercado cada vez mais comoditizado, onde as entregas tem como origens ferramentas disponíveis para todos ou quase todos, o pensamento criativo é o que nos diferencia.

Criatividade gera diferenciação, que gera valor para o cliente, para o time, para a agência. Criatividade não é um ativo exclusivo da criação, mas da agência como um todo. Um dos meus desafios na agência é deixar a curva Reputação x Resultados ainda mais ascendente. Estimular o time, desenvolver talentos e aumentar o critério para produzir comunicação que nos encha de orgulho. Resultados e prêmios estão entre os objetivos do board. Criatividade é a geração de valor através das ideias.

 

VoxNews – Em um negócio sólido como o de vocês, qual a importância dessa mudança?

 Maurício Marquez – Abrangência. Estamos dispostos a investir no que for preciso para atingir os nossos objetivos. Ser olhado como uma agência mais criativa e consequentemente, aumentar a nossa participação de mercado.

 

VoxNews – Em tempos em que a cobrança por resultados é tão forte entre as empresas, qual o papel da criatividade?

Maurício Marquez – Nossa entrega passa a ter mais valor e um diferencial sobre outras empresas do nosso porte. Unir a criatividade, planejamento e a boa gestão é o que toda grande empresa do ramo procura. A criatividade com o olhar empresarial pode fazer a diferença entre uma propaganda bonita mas sem eficiência e uma propaganda eficientemente criativa.

Álvaro Rodrigues – Não é possível ambicionar resultados diferentes burocratizando ou sistematizando o produto de uma empresa de comunicação. O mercado mudou, os players mudaram, as velhas fórmulas não funcionam mais. Trabalho bom chama trabalho bom, que chama a atenção dos clientes, dos profissionais, do mercado. É disso que nos alimentamos. E a a criatividade tem um papel fundamental nisso.

 

VoxNews – Há planos de investir ou contratar ainda esse ano?

Maurício Marquez – O ano está praticamente no fim. O primeiro e o segundo movimento, foram feitos. A contratação de novos colaboradores, será avaliada em conjunto. Estamos trabalhando com um plano estratégico e um orçamento para 2018 bem elaborado, que com certeza, trará mais novidades ao mercado.

 

Voxnews – Qual a perspectiva para 2018?

Maurício Marquez – Estamos trabalhando e fazendo o nosso dever de casa. Um ano de eleição é históricamente uma ano difícil para a gente, pois não trabalhamos com contas do governo e nem de políticos. Deve ser um ano de observação, mas acredito que tudo voltará ao seu normal.

O Brasil já surfou ondas grandes, e agora estamos em um momento em que a onda nos engoliu. O país não aguenta mais essa estrutura e modelo de políticos que não entendem nada de administração. Começo a ver movimentos de alguns empresários, dispostos a ajudar no que for preciso, para mudar esse cenário. A corrupção nas empresas, não passará desabercebida, com isso ficaremos mais éticos, forçando a eficiência empresarial. Acho que é uma boa oportunidade para todas as agências sérias deste país.

 

VoxNews – Depois de tantos anos, o que é propaganda ainda significa para vocês?

Maurício Marquez – Tudo! Ela pode transformar o pequeno no grande, o que é desconhecido no mais admirado. A propaganda tem a capacidade de mexer com as emoções dos consumidores, mudando todo um contexto sobre marcas e empresas. Uma grande propaganda, pode mudar o rumo de uma empresa, evitando o abismo como, por exemplo, o caso das Havaianas. Ela pode emocionar e estabelecer uma relação mais estreita com os consumidores. Ela perpetua grandes ideias gerando grandes ativos para os clientes. Enfim, uma sociedade sem propaganda seria o mesmo que um museu sem as obras de arte.

Álvaro Rodrigues – A oportunidade única de se reinventar. De trabalhar diariamente com algo que me estimula, me exige e, por isso mesmo, me faz feliz.

  • compartilhe: