BOLA DA VEZ



O Bola da Vez é o espaço que o Vox News reservou para, através de entrevistas, mostrar o trabalho e a opinião de profissionais que estão se destacando no meio da comunicação e daqueles de quem ainda vamos ouvir falar...

Por Amanda Corrêa


Mariana Craveiro e Frank Ramalho – sócios da TagZag

01/12/2015

Frank_Mariana

Eleita a Agência do Ano do 1º. Prêmio Paraibano de Comunicação, a TagZag nasceu da fusão entre a TAG GROUP e a ZAG, em 2010. A agência é liderada por Frank Ramalho e Mariana Craveiro e vem se destacando no mercado nordestino de comunicação. Focada no mercado privado, a agência possui uma carteira com mais de 20 clientes de segmentos diversos como construção civil, veículos e varejo.

Na conversa com o VoxNews, Mariana Craveiro nos conta sobre a agência, nos apresenta um pouco do mercado nordestino de comunicação e ainda fala das expectativas para 2016, já considerado um ano complicado para a economia brasileira.

VoxNews – Como a agência se posiciona no mercado de comunicação do Nordeste?

Mariana Craveiro – Acreditamos que soluções criativas, pensamento aprofundado, foco no negócio e um grande envolvimento com o cliente, base para uma relação de confiança e parceria, são essenciais para conseguirmos entregar resultados. Por isso, nos posicionamos como uma das grandes agências do Nordeste, que entrega o que promete e se compromete totalmente com os objetivos de nossos clientes.

VoxNews – Vocês podem descrever o mercado da Paraíba para nós? No portfólio da TagZag há alguns trabalhos desenvolvidos para o mercado imobiliário. Trata-se de um segmento muito atuante no estado?

Mariana Craveiro – O mercado da Paraíba é restrito, depende basicamente de pequenas e médias empresas locais. O serviço público é o maior anunciante do mercado. No setor privado, poucas marcas locais têm projeção regional. Com isso, o setor imobiliário continua muito representativo. Mesmo com a recessão atual, o mercado imobiliário resiste, pois, a grande maioria dos players regionais é muito sólida. O investimento diminuiu, o estoque está grande, os lançamentos foram reduzidos, mas o mercado continua muito consistente.

VoxNews – Logo na primeira edição do 1º. Prêmio Paraibano de Comunicação, a TagZag foi eleita a Agência do Ano, além de 12 prêmios. O que a diferenciou das demais participantes?

Mariana Craveiro – O pensamento de mostrar aos clientes que é preciso fazer diferente seja qual for a área de atuação, aliado a um compromisso de toda a equipe de “brigar” pela melhor ideia sempre. Essa atitude fez com que tivéssemos esse resultado. E faz com que tenhamos ainda mais força para continuar nesse caminho. Ser uma agência completa em João Pessoa.

VoxNews – Como são divididas as funções entre os sócios?

Frank responde pelos novos negócios e pelo atendimento da agência. Eu sou responsável pelo planejamento e grande parte do operacional.

Temos cerca de 30 pessoas trabalhando na agência, com destaque para:

Otávio Mello – VP de Criação
Martha Queiroga – Diretora de Atendimento
Carol Crozara – Diretora de Planejamento Digital
Ricardo Riambau – Gerente de Atendimento

Voxnews – A Ponto D, que faz parte do TAG Group, tem clientes próprios ou é apenas responsável pelas demandas de clientes da TagZag?

Mariana Craveiro – A grande maioria dos clientes da Ponto D é também da TAGZAG. No entanto, a Ponto D está passando por um redesenho e toda a sua estrutura interna, ligada a conteúdo e criação, será assimilada pela TAGZAG. A partir de 2016, seguirá como produtora digital e como uma agência de mídia por performance.

VoxNews – Como vocês analisam as redes sociais “concorrendo” com o mercado de comunicação?

Mariana Craveiro – Não encaramos como uma concorrência propriamente dita, apesar de muitos veículos enxergarem assim. O que ocorre é que parte relevante dos investimentos está migrando para o digital, e as redes sociais estão incluídas nisso. Nesse momento de crise, muitas marcas estão se voltando apenas para o digital, o que resulta em sérias consequências para os veículos e para a remuneração das agências. Por outro lado, o modelo de success fee, que valoriza o trabalho das agências como um todo, já vinha sendo implantado no mercado há alguns anos, protegendo parte do faturamento das agências. Mas uma coisa é clara, o nosso negócio está mudando e o mercado precisa se reinventar em muitos aspectos.

VoxNews – Há algum acordo operacional entre o grupo e agências de outros estados?

Mariana Craveiro – No momento não, mas nos interessa, estamos buscando esses caminhos. O Nordeste tem particularidades e ter um parceiro local faz toda diferença.

VoxNews – O que podemos esperar da TagZag para 2016?

Mariana Craveiro – Mais foco em resultados, mais pensamento, mais empenho em fazer diferente. Tudo isso num ambiente delicado, que vai continuar exigindo mais produtividade, mais criatividade e mais proximidade com nossos clientes. E, como sempre, mais investimento em inovação e tecnologia.

  • compartilhe: