BOLA DA VEZ



O Bola da Vez é o espaço que o Vox News reservou para, através de entrevistas, mostrar o trabalho e a opinião de profissionais que estão se destacando no meio da comunicação e daqueles de quem ainda vamos ouvir falar...

Por Amanda Corrêa


Marcelo Bernardes – Sócio da agência digital Purple Cow

13/03/2014

A agência digital Purple Cow surgiu em abril de 2011, atuando no universo digital e, desde 2013, passou a olhar para a interatividade (tecnologia aplicada ao dia a dia) e mobile. Tendo como premissa entender cada vez mais como as pessoas se comportam e o que engaja os consumidores, a agência busca atender as marcas em todos os ambientes do digital, tendo como base o comportamento dos consumidores.

A agência tem como sócios Marcelo Bernardes – Atendimento, Novos Negócios e Gestão Administrativa, Cassio Lopes – Criação e Planejamento e Hércules Pereira – Mídia e Relacionamento. Bernardes já trabalhou na Giovanni e na JWT. Cassio tem passagens pela Rapp Brasil, Leo Burnett e AlmapBBDO. Já Hércules trabalhou na Energy (Grupo Y&R) e Pólvora.

Nesta entrevista, Marcelo Bernardes fala mais sobre os diferenciais da Purple, sobre o ambiente das redes sociais e metas para 2014. Confira

VoxNews – Por que Purple Cow?
Marcelo Bernardes – Purple Cow é um livro do Seth Godin (um teórico reconhecido em Marketing). No livro ele conta uma historinha muito bacana. Ele diz que em uma viagem ao interior da França viu uma vaca maravilhosa na estrada e se surpreendeu com ela. Ficou admirado. Porém, depois de muito tempo vendo vacas, elas viraram paisagem. Nenhuma delas despertava mais o interesse dele e, se por acaso, uma delas fosse roxa, ele repararia novamente. O Seth compara isso ao cenário norte-americano de comunicação e prega que todos, da agência ao cliente, têm que focar na busca de ideias e caminhos notáveis. Nós acreditamos muito nisso.

VoxNews – Qual a sua trajetória profissional?
Marcelo Bernardes – Sou formado em propaganda e marketing na ESPM, com especialização em comunicação integrada. Iniciei minha carreira na Rapp Brasil, na área de planejamento estratégico (contas como Pepsi, Telefonica e Volkswagen). Depois mudei de área e fui ser atendimento na Giovanni+DraftFCB. Minha facilidade com tecnologia (por saber programar) me fez ganhar mais espaço na unidade digital dessas contas. Em seguida ingressei na JWT tocar o varejo de Ford. Busquei o varejo porque queria aprender muito e o volume que uma conta dessa tem faz com que você tenha de se desdobrar em 1.000. Em 2011 abri a Purple, onde sou sócio e diretor de atendimento e gestão.

VoxNews – O que a Purple oferece de diferente para o mercado?
Marcelo Bernardes – O mercado digital é atendido por empresas duras, com muitos interesses diferentes, acaba ficando sem criatividade. Conseguimos ter a liberdade e a capacidade de execução de ações que muitas vezes nem são apresentadas para os clientes nessas organizações. Além disso, muitas agências atuam no digital com o mindset de ATL (fornecedores, processos, custos etc.) Nós nos estruturamos para conseguir não só propor, mas também dar vazão para essas entregas e colocar o job na rua.

O nosso histórico de social, em que tivemos que ficar afiados em como engajar os consumidores, nos faz entregar campanhas digitais que cruzam com eficiência, o que as marcas e os consumidores querem. Identificar esse denominador comum, de forma a atender as expectativas e os objetivos do cliente, é um desafio que vivemos todos os dias.

Os clientes, via de regra, são atendidos por muitas agências. O nosso histórico nos fez conviver com esse cenário, integrando tudo.

VoxNews – Como é dividida a parte operacional da agência? É uma agência que trabalha apenas com ações em redes sociais? Vocês desenvolvem também campanhas publicitárias online? O que a Purple oferece para um cliente no âmbito digital?
Marcelo Bernardes – Hoje a entrega é ampla, dentro do foco digital: Social, Sites, Campanhas. Estamos começando a olhar para interatividade (tecnologia aplicada ao dia a dia) e mobile também.

VoxNews – Há várias agências digitais operando no mercado. Como conseguir espaço e se destacar?
Marcelo Bernardes – Sim, existem muitas agências digitais. Mas a maioria tem visão de agência offline, pouco criativas. O ambiente digital muda muito. Apesar do grande número de agências, afirmo que a maioria não acompanha esses movimentos. A agilidade que temos aliada a nossa vontade e criatividade nos faz não só criar ideias, mas também executá-las. O mercado muitas vezes carece disso.

VoxNews – Como você define a Purple?
Marcelo Bernardes – Há uns dois anos, em um material que foi apresentado em Cannes, li a seguinte frase: “Big Agency: let’s please the client. Two-man agency: let’s make great ads”. Eu definiria a Purple como uma agência que nasceu digital, entendendo as movimentações desse ambiente, extremamente criativa e que também é capaz de executar e entregar. Pode parecer óbvio, mas muitas agências pecam nessa parte.

VoxNews – Quais são hoje os clientes da agência?
Marcelo Bernardes – Amend Cosméticos, Eurobike, Friboi, Giraffas, Lide, Marisa, Montilla e Ovomaltine (parceria com a DPZ).

VoxNews – Faça um balanço de 2013.
Marcelo Bernardes – 2013 foi o ano em que nos consolidamos como agência digital. No fim de 2012 fizemos essa virada (social para digital) e também passamos a atender os clientes finais (sem intermédio de agências).

Iniciamos os trabalhos com mídia, atingindo resultados surpreendentes, como nos casos de Eurobike e Marisa. Tivemos grandes conquistas (Eurobike, Marisa, Montilla). Alguns trabalhos tiveram grandes repercussões. Em 2013 batemos nosso recorde em faturamento e atingimos um crescimento de 407% em relação a 2012.

VoxNews –Quais são as principais metas para 2014?
Marcelo Bernardes – Para 2014 buscamos consolidar o trabalho de ativação/tecnologia, colocando trabalhos importantes na rua e quebrando paradigmas que muitas vezes nós mesmos temos. Também estamos reforçando a area de mídia e propondo um modelo de contratação desse tipo de serviço baseado em success fee para dar confiança aos nossos clientes sobre nosso comprometimento com o budget. Temos muito caminho pela frente e acreditamos que será o ano para a Purple Cow.

  • compartilhe: