Escreva para pesquisar

PUBLICIDADE & MARKETING

“Ler pesquisa é fácil, difícil é interpretar”

Compartilhar

Paulo Stephan, diretor geral de mídia da agência Talent,  compartilhou o aprendizado e a experiência adquirida no decorrer de sua carreira. Na palestra A mídia não é mais a mesma e não deveria mesmo ser”, apresentada no evento  Encontro de Mídias, Stephan, com mais de 25 anos de experiência na área de Mídia, procurou mostrar como os profissionais de mídia podem integrar as equipes dentro das agências para conseguir resultados eficientes em suas campanhas.

Segundo Stephan, as agências devem realizar um planejamento que desperte a paixão do consumidor. “Não existe planejamento que vende pouco e sim aquele que não desperta paixão”, afirma. “Devemos falar com as pessoas, não com os consumidores”, ressalta o diretor da Talent.

Uma das dicas que o palestrante dá aos participantes é como as marcas devem aproveitar as mudanças que estão ocorrendo no mundo. “Temos que enxergar o mundo pelos olhos das pessoas”, completa. Stephan cita também a importância da medição dos resultados. “Não adianta apenas ler os dados de uma pesquisa, devemos interpretá-los”.

Por fim, o diretor mostrou cases de alguns de seus clientes. Contou, por exemplo, como a marca Mizzuno conseguiu chegar mais próximo de seu consumidor ao utilizar uma campanha de incentivo à atividade física. A empresa escolheu, por meio de inscrição em seu site, quatro pessoas sedentárias. A ideia da campanha partiu da agência Talent. Stephan lembra que no fim de um período contínuo de atividades físicas e atendimento com profissionais da saúde, os participantes perceberam o quanto a sua vida tinha mudado. Consequentemente, a marca se tornou presente na vida do consumidor.

Outro exemplo citado na palestra é o dos jornais Folha e O Estado de São Paulo, que se uniram para entregar aos seus assinantes os dois exemplares de seus jornais. Segundo Stephan, os veículos foram entregues juntos com o objetivo de mostrar ao leitor que ele pode ter mais um ponto de vista sobre as notícias. ”Devemos fazer com que as pessoas tenham uma relação mais profunda com a marca”, completou Stephan.

 

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *