Escreva para pesquisar

BOLA DA VEZ

Leo Macias – criador do apArt Private Gallery e CCO da DDB Colômbia

Compartilhar

LEO MACIAS0_menor

Leo Macias nasceu na Colômbia e começou carreira na DDB Colômbia para onde retornou como CCO no ano passado após deixar a DM9DDB. Por quase 20 anos foi um dos principais nomes da propaganda brasileira atuando por agências como Publicis, Talent e Z+, além da própria DM9DDB. Em 2009, foi jurado em Cannes representando o Brasil.

Em paralelo à carreira de publicitário, o diretor de arte consagrado iniciou há três anos o projeto apArt Private Gallery ao lado de Thais Marin. O espaço privado de arte de São Paulo foi criado para atendimento personalizado em exibições, aluguel e venda de obras e eventos culturais.

Até o próximo sábado, 22, o projeto acontece em Nova York, na gallery-home da colecionadora, curadora e galerista Maria Inês Moraes. Ao Bola da Vez, Leo Macias conta mais sobre o projeto e revela como vê – de longe – a publicidade brasileira.

Voxnews – Como surgiu o projeto apArt Project Gallery?

Leo Macias – Surgiu de uma necessidade, pois eu sempre gostei da arte como fonte de inspiração, seja em exposições, comprando arte ou fazendo arte. No apartamento onde vivíamos, não tinha espaço suficiente para fazer as minhas coisas de maneira adequada e, por isso, fomos em busca de um lugar maior com a chance de ter o meu atelier. Durante a reforma do apartamento, decidimos fazer desse espaço uma galeria de arte para expor os meus trabalhos e também dar a oportunidade a diversos artistas que como eu não tinham como mostrar seus trabalhos. Desde então, ha três anos, já se vão 18 exposições diferentes de diversos talentos, inclusive da publicidade.

Voxnews – E qual o seu principal objetivo?

Leo Macias – Dar oportunidade a muitas pessoas que tem um talento enorme e não tem a chance de mostrar o seu trabalho, e ao mesmo tempo, oferecer ao público colecionar arte. Precisamos tirar da cabeça esse estigma de que arte é para poucos. A arte é para todos!

Voxnews – Qual o principal diferencial da mostra?

Leo Macias – A nossa galeria fica dentro do nosso apartamento, e de verdade, uma galeria de arte dentro de um apartamento é a única no Brasil feita desta forma. Tem algumas pessoas que tem as obras de arte espalhadas pelo apartamento ou em casa, mas não em um espaço separado aonde seja de fato uma galeria.

Voxnews – Como é feita a seleção do que estará em uma mostra?

Leo Macias – Muitas pessoas nos procuram, assim como nós também procuramos por artistas. Quando vejo um trabalho inédito, novo, que seja profundo, que tenha uma história para contar, vamos atrás destas pessoas. Formamos conjuntos de artistas para fazer exposições sobre um tema em comum, como por exemplo, a exposição que está atualmente na galeria de São Paulo, a exposição Outra Cor.

Voxnews – Já existem outras exposições programadas?

Leo Macias – Acabamos de abrir a apArt em Nova Iorque, que irá até o final do mês de julho. Em São Paulo também teremos mais duas outras exposições até dezembro. Em novembro abriremos a apArt com um coletivo de artistas do Brasil, Estados Unidos e Colômbia.

Voxnews – Você saiu há alguns meses do Brasil. Como fazer uma comparação entre a publicidade realizada no Brasil e na Colômbia?

Leo Macias – O modelo de negócio é completamente diferente do Brasil. Começa desde não ter os meios dentro da agência, pois em sua totalidade elas são remuneradas por fee. O aspecto criativo vem melhorando muito nos últimos sete anos, pois tem criativos talentosíssimos tocando agências aqui na Colômbia e imprimindo ano a ano um melhor trabalho.

Em Cannes, por exemplo, todos os anos vêm aumentando o número de Leões. Dentro do Grupo DDB temos sete diferentes empresas para todo tipo de iniciativa, e todas elas convergem na busca de soluções de comunicação para os nossos clientes, e eu diria que mais de 60% do nosso negócio hoje não vem do ATL e sim do digital e outros meios.

Voxnews – De fora, como você vê o reflexo da crise brasileira no setor da propaganda?

Leo Macias – Bom, eu estou fora apenas seis meses, mas a minha percepção é que a criatividade do Brasil supera todas as crises, vai crise vem crise e o país sempre surpreende com sua criatividade. Isso é impressionante!

A parte ruim é que a cada dia está aumentando mais e mais e as negociações entre clientes e agências, as remunerações estão cada vez mais apertadas ao ponto que se as agencias não se adaptarem a novo momento, vão ficar de fora de muitos negócios. É um momento de repensar o modelo de trabalho. A busca constante de novas soluções de comunicação por parte das marcas, para se adequar ao momento digital e social que estamos vivendo, tem feito com que muitos clientes questionem inclusive suas atuais agências, tentando encontrar novas soluções.

Voxnews – Você também esteve em Cannes. A crise refletiu na qualidade dos trabalhos apresentados?

Leo Macias – Sim, estava em Cannes, e sinto que como um todo no festival, se refletiu sim, algumas das marcas que sempre ganhavam desapareceram, e no seu lugar deram espaço a muitas ONGs sendo multipremiadas.

Voxnews – O que ainda te inspira na propaganda?

Leo Macias – Me inspira os desafios que este negócio nos dá, e quanto maior e mais complicado, melhor! Eu amo o que eu faço, amo a capacidade de aprender regularmente (a profissão permite) e isso me inspira e me levanta da cama todos os dias.

Tags:

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *