Leo Burnett Tailor Made lança campanha “Meu sangue é Rubro-Negro”

03/07/2012

O Vitória, da Bahia, passou a jogar desde o último sábado sem o tradicional vermelho da sua camisa. Em uma ação inédita no mercado, o time aliou-se ao Hemoba, Hemocentro da Bahia, em prol da conscientização da população para a doação de sangue. Assim, através da campanha “Meu Sangue é Rubro-Negro”, o time passa a entrar em campo com uma camisa alvi-negra e, a cada jogo, conforme a população for doando sangue, o vermelho vai voltando à camisa dos jogadores.

A proposta e intermediação entre o banco de sangue e o time foi viabilizada pela área de marketing esportivo da Leo Burnett Tailor Made. A agência assina ainda voluntariamente toda campanha publicitária que explica a iniciativa, que conta também com a parceria da Penalty, que confecciona o uniforme rubro-negro, e com o apoio da Secretaria de Saúde da Bahia.

“O projeto com o Vitória, o Hemoba e a Penalty é a feliz junção de duas expertises da Leo Burnett Tailor Made: o apoio a ações de cunho social e o marketing esportivo. Não é de hoje que a Leo apóia clientes como Akatu, ABTO e CVV e, nos últimos meses, entrou com os dois pés no marketing esportivo, a exemplo do golaço que marcou colocando Iveco no peito do Corinthians. Torceremos muito pelo Vitória e, mais ainda, pelas pessoas da Bahia que precisam do tão precioso sangue”, afirma Marcelo Reis, Sócio e VP de Criação da Leo Burnett Tailor Made.

Em prol da ação, foram criados comerciais para TV e internet, anúncios para jornal e revista, iniciativas envolvendo ações nas redes sociais, mala direta destinada aos formadores de opinião, artistas e jornalistas, além de folhetos explicativos e peças para cinema. No enredo do filme, o ator Wagner Moura, soteropolitano e torcedor do Vitória, empresta voz ao comercial, interpretando o sangue. Assim, enquanto são exibidas imagens de arquivo das conquistas do Vitória, ele segue narrando:

“Quando o Vitória foi fundado, eu estava lá. No dia que venceu o primeiro BA-VI, eu corri enlouquecidamente. Nos momentos de glória, eu fervi. Na dificuldade, tive que ser frio… Mas logo fiquei quente de novo pro Leão da Barra voltar a ser dos grandes. Eu sempre estive presente. Sou o sangue Rubro-Negro que corro forte nas veias de quem vive pelo Vitória. E, agora, vou estar também com quem precisa de mim para viver”. Neste momento, aparece um take com a camisa do time e em seguida a explicação: “O Vitória está jogando sem o vermelho em sua camisa. E só com sua doação de sangue a cor dela vai voltar ao normal”. O filme tem seu desfecho com a assinatura comum em todas as mensagens, que convida: “O vitória sempre deu o sangue pela sua torcida. É hora de retribuir. Doe”.

Todas as informações sobre a mecânica da doação estão no endereço: www.meusanguerubronegro.com.br

  • compartilhe: