Lava Jato: Ricardo Hoffmann fará delação premiada

23/04/2015

Segundo matéria da Folha de S. Paulo desta quinta-feira, 23, Ricardo Hoffmann, ex-vice-presidente do escritório da Borghi/Lowe em Brasília, está fechando acordo de delação premiada nas investigações da Operação Lava Jato. A delação tem como objetivo uma pena menor.

Hoffmann está preso desde o dia 10 de abril, sob a suspeita de pagar propina às empresas LSI e Limiar, do ex-deputado André Vargas, em troca de contratos de publicidade com a Caixa e com o Ministério da Saúde. Os 10% de BV em cima dos contratos de produção eram feitos por produtoras nas contas das empresas de Vargas. Em troca, o ex-deputado teria influenciado na escolha da Borghi/Lowe como uma das agências da Caixa e do Ministério da Saúde.

A Polícia Federal ainda encontrou um pagamento envolvendo a FCB Brasil e realizado através da 02 Filmes. Em comunicado, na semana passada, a agência informou que a forma de pagamento foi uma solicitada por Hoffmann sendo uma remuneração devida a ele “por um único projeto de consultoria”.

  • compartilhe: