Globo faz campanha de conscientização pela classificação indicativa na TV

02/07/2012

A Rede Globo voltou a veicular uma campanha de conscientização sobre a importância da classificação indicativa na TV aberta. Readaptação de um filme produzido e já exibido pela emissora, a campanha, feita em parceria com o Ministério da Justiça, reforça a crença no direito de escolha dos pais e na importância da classificação indicativa como apoio nesta avaliação.

Muitos telespectadores ainda não sabem o que significam a letra “L” e os números 10, 12, 14, 16 e 18 que as emissoras de TV aberta exibem antes de um programa entrar no ar. Trata-se de uma indicação sobre o conteúdo do programa que será exibido. São seis faixas, que variam de livre a 18 anos. A classificação indicativa serve como instrumento de informação que permite aos pais tomarem a decisão sobre o que seus filhos devem assistir na TV.

A campanha é composta por dois filmes de 30 segundos, cada um estrelado por uma criança – um menino e uma menina – que tem os olhos vendados pelas mãos de um adulto. As mãos vão se alternando até a criança poder assistir à televisão. A campanha foi criada pela Central Globo de Comunicação e permanece na programação até o dia 19 de julho. Junto com a Rede Globo, assinam o filme o Ministério da Justiça, a Secretaria Nacional de Justiça e Governo Federal.

  • compartilhe: