Escreva para pesquisar

DESTAQUE

Fundação Dorina promove uma ode ao ponto

Compartilhar

O novo filme institucional para a Fundação Dorina faz uma ode ao ponto, exaltando a sua importância para a leitura tanto de videntes quanto de pessoas com deficiência visual. A primeira parte do filme, minimalista e toda digital, mostra o ponto como um sinal de pontuação. A segunda parte, mais tátil e toda analógica, mostra o ponto como base do alfabeto Braille. A criação é da Lew´Lara\TBWA.

“Uma criança com 100% da visão precisa passar pelo processo de alfabetização para aprender a ler e a escrever. Ninguém troca a ‘cartilha’ por um livro falado, por exemplo, durante essa etapa educacional. Mas nós ainda precisamos lembrar e ressaltar a importância do braille para as pessoas com deficiência visual. São esses pontos que tiram uma criança cega do analfabetismo e que viabilizam a autonomia da leitura e da escrita. Esse é o nosso legado perante o trabalho iniciado por D. Dorina há mais de 70 anos”, destaca Alexandre Munck, superintendente da Fundação Dorina Nowill para Cegos.

‘The Dot’ também homenageia o mês do centenário do nascimento de Dorina Nowill, uma das maiores ativistas pela inclusão e direito das pessoas com deficiência visual (ou “pessoas cegas ou com baixa visão”). Confira o filme aqui.

Tags:

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *