Folha de S.Paulo traz coleção completa de Charles Chaplin

17/09/2012

A partir do dia 23 de setembro, a Folha de S.Paulo vai promover uma viagem pelo mundo de Charles Chaplin, um dos maiores ícones do cinema. A coletânea do jornal reunirá todas as obras do artista desde os filmes clássicos até curta-metragens e projetos em que ele atuou apenas como diretor ou contou com uma pequena participação.

Os livros-DVDs da Coleção Folha Charles Chaplin são sempre ilustrados com cenas dos filmes e traçam o perfil completo do artista e sua obra, curiosidades e informações técnicas dos filmes e seus principais personagens coadjuvantes. Além de frases e depoimentos de Chaplin, opinião de grandes críticos de arte e algumas matérias publicadas na própria Folha de S.Paulo.

Para mostrar a complexa personalidade e obra de Chaplin, a agência Africa criou uma campanha que destaca não só a sua veia artística, mas o caráter idealista de Chaplin.

O carro-chefe da comunicação é um filme de 30 segundos, que será veiculado nas principais emissoras do País. Em cena, uma imagem antiga com várias pessoas e Gandhi em foco. Em off, um locutor contextualiza: “Ele pregava a paz acima de tudo. Lutou por um mundo mais justo, com menos diferenças. Ganhou o respeito de milhões de pessoas, em vários países. Ele mudou completamente a história…do cinema”. Neste momento a câmera tira do foco de Gandhi e se concentra no homem ao seu lado, o próprio Chaplin. Deixando claro que todas as credenciais listadas anteriormente são do artista do cinema mudo.

Anúncios e spots completam a estratégia de comunicação. Uma das peças de mídia impressa, por exemplo, mostra a imagem clássica do “O Grande Ditador” e um fato: “Calado, Charles Chaplin era um poeta. Falando, um idealista”. O mesmo tom será utilizado nos spots de rádio: “Durante a Primeira Guerra Mundial, o mundo sorriu. Durante a Grande Depressão, o mundo sorriu. No auge do nazismo, o mundo sorriu…Pelo menos durante os filmes dele”.

  • compartilhe: