Exército de Salvação mostra o que fazer com presentes de ex-namorados

05/04/2013

As lembranças daquele(a) ex-namorado(a) podem ser um incômodo lembrete com o qual não sabemos lidar. Em campanha criada pela WMcCann, o Exército de Salvação sugere a doação dessas peças para a entidade. Pois se as lembranças do/da ex podem ser desagradáveis para uns, são muito úteis para outros.

É com esse mote que o Exército de Salvação endossa a criação do Dia dos Ex-Namorados, a ser celebrado em 18 de abril. A campanha integrada, composta de filme, anúncios, aplicativo para Facebook e mala direta, traz a assinatura: “Que pena que acabou. Mas já que acabou, doe”.

Produzido em stop motion e dirigido por Gabriel Nóbrega, da Vetor Zero/Lobo, o filme “Declaração” é protagonizado por uma gravata, que começa a cantar uma música do artista latino Juan Luis Guerra. A gravata começa a envolver as demais peças no ambiente com o intuito de resgatar o clima romântico da relação, mas seu plano é interrompido pela mulher, que não quer saber mais do ex-namorado, e coloca a peça na caixa.

Na mídia impressa os anúncios brincam com particularidades das pessoas que motivaram o término do relacionamento. As peças trazem a imagem de um coração partido, com o desenho da razão pela qual se deu a separação – uma tatuagem de tribal no cóccix com “Toda forma de amor” escrito em cima, em uma das peças; um buraco no dente que parece um feijão, na outra. Ambas seguem a linha do texto que complementa a campanha: “Grave ou não, motivo é motivo e cada um tem o seu”.

Para fomentar a arrecadação, 5 mil exemplares do Brasil Econômico virão com um anúncio encartado que se transforma numa caixa onde a pessoa poderá colocar os objetos doados. Todas as peças da campanha trazem um texto que detalha de maneira divertida o processo desde o encantamento até o término de uma relação, e incentiva o esquecimento do passado através da doação ao Exército de Salvação.

  • compartilhe: