DM9 e Terra com ‘Visão Protegida de Internet’

30/04/2013

Acessar a internet e conteúdos particulares em espaços públicos requer maior cuidado e atenção redobrada dos usuários. Em telecentros e lan-houses, por questão de estrutura, os computadores estão sempre dispostos um ao lado do outro – o que acaba tirando a privacidade dos que precisam utilizar à web para verificar e-mails, checar a conta do banco, as redes sociais ou, ainda, pesquisar sobre algum assunto mais íntimo.

Pensando na dificuldade em relação à privacidade destas pessoas, o Terra lança na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, o projeto V.I.P – Visão de Internet Protegida. A ação, assinada pela agência DM9DDB, promove a ‘democratização da privacidade’: um novo jeito de usar a internet em local público.

O Terra instalou em telecentros da favela de Paraisópolis computadores especialmente adaptados para que ninguém consiga ver o conteúdo que está na tela do computador, a não ser o próprio usuário. Por meio da remoção de uma película das telas de LCD, os computadores apresentam uma tela 100% branca e o conteúdo só pode ser visto quando o usuário coloca os óculos especiais, feito do mesmo material da película.

Para a iniciativa, a companhia doou e instalou dez máquinas, além dos óculos especiais, em cinco Telecentros da comunidade, que hoje conta com mais de 400 pessoas cadastradas e uma média de cinco mil acessos mensais.

  • compartilhe: