‘Dancin’ Days’ de volta a TV em abril

24/01/2014

“Dancin’ Days”, um dos maiores clássicos da dramaturgia brasileira, estará de volta a televisão. A partir de 7 de abril, o clima de discoteca dos anos 70 dominará o canal Viva, ocupando o horário de “Água Viva”, de segunda a sábado, à meia-noite. A trama de Gilberto Braga, exibida em 1978 na TV Globo, traz atuações memoráveis como as de Sônia Braga, Joana Fomm, Antônio Fagundes, Reginaldo Faria, entre outros. Gloria Pires e Lauro Corona, que contracenam como o jovem casal Marisa e Beto, também são destaques no folhetim que marcou época. Daniel Filho, Gonzaga Blota, Dennis Carvalho, Marcos Paulo e José Carlos Pieri assinam a direção.

A rivalidade entre as irmãs Júlia Matos (Sônia Braga) e Yolanda Pratini (Joana Fomm) é o grande argumento da trama. Acusada pelo atropelamento e morte de um guarda-noturno, Júlia é condenada a vinte e dois anos de prisão. A protagonista cumpre metade da pena e, ao conquistar liberdade condicional, vai em busca da reconciliação com sua filha, Marisa, criada por Yolanda. A socialite sempre mimou a adolescente, que herdou o temperamento rebelde da mãe. Com receio de perder a sobrinha, a vilã faz tudo para dificultar a aproximação das duas. Mas a ex-presidiária dribla as armações e torna-se amiga da menina usando outra identidade.

Decidida a mudar de vida, Júlia se casa com Ubirajara (Ary Fontoura), um homem rico e apaixonado por ela. Mas o grande amor de sua vida é Cacá (Antônio Fagundes), um diplomata insatisfeito com a profissão. A reviravolta na história acontece quando a protagonista retorna ao Brasil, depois uma viagem à Europa, totalmente mudada. Ela se transforma em uma mulher elegante e moderna, despertando a inveja de sua irmã.

E é num dos principais cenários da novela que Júlia reaparece e vira o centro das atenções: a “Frenetic Dancin’ Days”. Gilberto Braga se inspirou na discoteca do compositor, produtor e escritor Nelson Motta, e levou o estabelecimento para sua trama. As roupas e acessórios adotados por Júlia e frequentadoras da casa de eventos lançaram modismos, como as meias de lurex coloridas, que eram usadas com sandálias de salto alto fino. O visual consagrou a trama e era o ícone da geração dos anos 70.

  • compartilhe: