Concurso de novos talentos seleciona grifes da televisão

10/10/2013

Com mais de 1.800 inscritos, o NetLabTV, concurso de projetos para a TV paga lançado pela Net, divulgou nesta semana os seus 30 finalistas, o que está gerando uma série de protestos na internet. As reclamações na web e recebidas pela coluna têm um denominador comum: o concurso, que foi lançado pela programadora em junho como “uma janela para novas ideias e novos talentos”, selecionou muitos profissionais já tarimbados.

Nas inscrições, a Net foi clara ao dizer que iniciantes e profissionais podiam concorrer ao NetLabTV, que premiará novas séries brasileiras de ficção e não ficção. Eis que entre os finalistas estão sócios de produtoras independentes, como Ale McHaddo, da 44 Toons, e Leo Garcia, da Coelho Voador.

Há também roteiristas que há anos atuam na TV aberta, como Arnaldo Branco (“Casseta & Planeta” e “Domingão do Faustão”) e grifes de séries de TV por assinatura, como Vitor Brandt, roteirista de “Historietas Assombradas” (Cartoon Network), um dos maiores sucessos infantis, e “Contos do Edgar” (Fox). Quase não há iniciantes entre os escolhidos.

Desses 30 finalistas, serão indicados ainda neste mês oito vencedores que receberão consultoria e verbas de apoio.

Procurada, a Net não comentou o assunto.

Da coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo

  • compartilhe: