Conar absolve comercial em que Neymar faz pegadinha com gringos

30/05/2014

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) decidiu arquivar o processo aberto contra o comercial do Guaraná Antarctica, da Ambev, no qual Neymar aparece fazendo pegadinhas com estrangeiros.

O órgão recebeu mais de 120 reclamações de consumidores que consideraram que a propaganda ridicularizava os estrangeiros e promovia o “deboche” e a “trolagem” dos turistas.

Até a Comissão de Direitos Humanos da Câmara encaminhou ao Conar um pedido de retirada do ar do comercial. O requerimento, de autoria do deputado Marcos Rogério (PDT-RO), argumentou que a propaganda “promove o bullying com estrangeiros no Brasil”.

Na campanha “Papelzinho”, criada pela DM9DDB, Neymar ensina “amigos gringos” a pedir a bebida em português. Um holandês, um francês e um americano se revezam tentando pedir o refrigerante em um quiosque de praia, lendo um papel escrito por Neymar. Como ninguém consegue entender, eles percebem que foram alvos de uma brincadeira do jogador. Assista aqui

Os conselheiros do Conar entenderam que não houve ofensa ou ridicularização na campanha e o processo foi arquivado, em decisão unânime. O voto do relator, seguido pelos demais, considerou que o filme não representa uma influência negativa ao comportamento em relação aos turistas, nas medida em que não mostra o brasileiro prejudicando alguém ou levando algum tipo de vantagem, retratando apenas uma “brincadeira de amigos”.

Caso seja apresentado algum tipo de recurso nos próximos dias, o Conar pode eventualmente voltar a analisar o caso.

Marca diz que não teve intenção de ofender turistas O filme estreou em fevereiro e saiu do ar em meados de março. Na ocasião da abertura do processo no Conar, a Ambev defendeu a propaganda e lamentou as reclamações.

Do Portal G1.

  • compartilhe: