Carnaval: Skol propõe discussão sobre corpo e autoestima

09/02/2018

 

Com curadoria da jornalista Flávia Durante, protagonista do movimento Plus Size, a Skol leva para a rua uma ação que rompe padrões e valoriza todos os corpos com ajuda de quatro pessoas que lidaram com o preconceito e agora encaram a vida de forma positiva.

Skol Corpo Positivo é inspirada no movimento homônimo, que vem da expressão em inglês Body Positive, que estimula pessoas do mundo todo, de todos os corpos, altos, baixos, gordos e magros, a aceitarem suas formas e falarem sobre o tema de maneira franca. E alinhado à campanha de verão de Skol e a mensagem “Tá redondo, Tá Junto”, que celebra a diversidade e reforça que é melhor se juntar a segregar.

A ação contribui também para derrubar o mito do corpo perfeito e também a combater a gordofobia, um preconceito ainda pouco conhecido, mas que está muito presente do dia a dia do brasileiro.

Participam da ação a professora e atriz Érika Theodoria, que aparece de biquíni, da campanha de verão de 2017; a modelo plus size Genize Ribeiro, 26 anos, que desde que desenvolveu seu TCC na faculdade de jornalismo sobre gordofobia participa de eventos e conversas para ampliar o debate sobre o tema; o DJ Gabriel Seabra, 29 anos, que participou da ação SKOLORS que celebrava a diversidade dos tons de pele em latas comemorativas e encontrou em São Paulo um lugar para se descobrir seu gênero e seu corpo; e a arquiteta urbanista Magô Tonhon, 31 anos, mulher trans.

Neste sábado, entre 14h e 16h, o artista Douglas Reder, estará na Estação Skol, espaço da cerveja no Largo da Batata, em São Paulo, para pintar pessoas voluntárias que queiram celebrar seus corpos.

  • compartilhe: