Escreva para pesquisar

DIGITAL

Campus Party foca em startups e traz Bruce Dickinson

Compartilhar

A sétima edição da Campus Party Brasil, que acontece em 2014, será mais focada na criação de negócios de tecnologia do que no lado “Nerd” do evento de inovação, informaram seus organizadores nesta segunda-feira (11), em São Paulo. Um dos palestrantes anunciados será Bruce Dickinson, vocalista da banda de heavy metal Iron Maiden, que falará sobre seu seu lado empreendedor.

“Poucos conhecem sua face empreendedora”, comenta Paco Ragageles, presidente da Futura Networks e cofundador da Campus Party ao detalhar a programação do evento (veja aqui), que será realizado de 27 de janeiro a 2 de fevereiro, em São Paulo. Uma novidade para quem visitar o espaço da feira será a velocidade de conexão, que, em 2014, será de 40 GB (Gigabytes), promete a organização.

Com a guinada do evento rumo ao desenvolvimento de novos negócios, as startups ganharão o status de estrela da festa. Cerca de 10% do espaço da feira será destinado a 300 empresas iniciantes que começam a ser selecionadas nesta segunda-feira por meio do site da Campus Party. “Vai ser para o empreendedor como estar na Disneyland”, disse Ragageles.

A 77 dias do evento, todos os ingressos já estão esgotados: serão 8 mil “campuseiros”, mas a organização tentará conseguir mais vagas, informou Ragageles.

As startups selecionadas para a Campus Party serão colocadas em contato com investidores. Fora isso, segundo Ragageles, já há recursos de R$ 2 milhões disponíveis para fazer aportes nelas. Além disso, um desafio para desenvolvedores, que tem o apoio da Comissão Europeia, pagará R$ 1,2 milhão à melhor tecnologia criada sobre a plataforma aberta de aplicações móveis Fi-Ware, que não está atrelada a um sistema operacional específico.

Além de Bruce Dickison, já estão confirmados para a Campus Party as presenças como palestrantes principais o dempresário Marcelo Ballon, cofundador do Submarino, do conselheiro em sustentabilidade Leo Johnson, cofundador da Sustainable, de Mickel Melamed, embaixador da Boa Vontade das Nações Unidas na Venezuela, de Mark Levalle, vice-presidente de desenvolvimento de negócios e estratégia do PayPal, e de Sean Carasso, fundador do projeto Falling Whistles, que trabalha para a paz no Congo.

Do G1

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *