Escreva para pesquisar

BOLA DA VEZ

Caio Ogata – diretor de Criação Associado da Huia

Compartilhar

Nesse Bola da Vez, o VoxNews conversou com Caio Ogata, diretor de Criação Associado da Huia. Do mesmo grupo do W3haus, a empresa lançada em 2012 é um estúdio de tecnologia sempre com foco em experiência do usuário.

Com escritórios em Porto Alegre e São Paulo, a empresa foca basicamente em três pilares essenciais – Operação, Tecnologia e Experiência do Usuário – criando para clientes como Sicredi, First Data, O Boticário, Pompom, DCG Lynx, Aché Laboratórios e Tramontina. E Caio afirma: “A velocidade com que surgem novas tecnologias e experiências é alta e isso está sempre gerando novas oportunidades. Com isso a Huia terá que adaptar serviços, que consequentemente serão absorvidos pelas próprias empresas. O grande segredo será saber acompanhar essas transformações, entendendo as necessidades e gaps que vão surgir ao longo deste ano.”

 

 

VoxNews – Qual o objetivo principal da Huia?


Caio Ogata – A Huia é um estúdio de tecnologia com foco em experiência do usuário.

Nossa missão é ajudar as empresas a inovar, contribuindo com uma visão externa que está livre dos problemas de operação e voltada a pensar no ponto de vista do consumidor, dos seus hábitos e da tecnologia para criar novos negócios ou experiências memoráveis.

Essa maneira de olhar para o negócio e para os usuários, somado a metodologias, processos ágeis e um time multidisciplinar experiente, que entrega a solução de ponta a ponta, faz com que a Huia tenha sucesso na inovação dentro de cada parceiro.

 

VoxNews – Como surgiu o projeto e quais os principais resultados alcançados ao longo desse tempo?


Caio Ogata – A empresa surgiu no final de 2012 a partir do um spin off do time de tecnologia da W3haus. Os sócios vislumbraram uma oportunidade para criar uma empresa especializada em tecnologia, mas que fosse ágil e flexível para se adaptar às necessidades do mercado.

O resultado é uma empresa que desenvolveu um grande conhecimento em experiência do usuário e tecnologia, conseguindo encontrar caminhos e implementá-los, sempre de maneira muito rápida.

 

 

VoxNews – Este é um novo conceito de empresa ou podemos entender como uma adequação ao mercado?


Caio Ogata – No início, a empresa atuava como uma produtora de tecnologia. Ao longo do tempo foi agregando novos skills de acordo com a evolução e as necessidades dos clientes, até consolidar a proposta atual de fazer entregas de ponta a ponta, trabalhando desde a estratégia até a implementação.

Os avanços tecnológicos estão mudando o comportamento do consumidor e a maneira de se fazer negócios. Os usuários não querem apenas escutar o que as marcas têm para falar, eles também querem viver a experiência que a marca apresenta. Isso vai muito além da comunicação e do digital.

Para facilitar a inovação também evoluímos o formato de contratação por parte dos clientes. Hoje eles contratam times ao invés do tradicional documento de escopo. Isso nos permite agilidade para focar no melhor resultado, ao invés de se enquadrar em entregar o que foi escrito no papel – que pode rapidamente ficar defasado.

Hoje, nós descobrimos e resolvemos os reais problemas de um negócio. Nós antecipamos o processo de execução, entrando com time técnico na etapa de descoberta, junto com pesquisa e planejamento. Trabalhamos mais perto do cliente, incorporando ele na nossa equipe para tomadas rápidas de decisão.

 

VoxNews – Como são divididas as áreas do estúdio e quem são seus principais líderes?


Caio Ogata – Trabalhamos em 3 pilares que trabalham de forma integrada, em times.

Operação

É nossa equipe de gerentes de projetos, project owners e scrum masters. A operação é liderada pela Glaura Gonçalves, diretora de Operações, que já tem mais de dez anos de experiência com projetos digitais.

A equipe é responsável pela troca diária com os clientes, reports e feedbacks para os times, assim como a rentabilidade da empresa.

Temos foco no envolvimento com o cliente nas decisões de projeto e no trabalho em conjunto, com transparência, organização e engajamento para criar produtos de qualidade e eficientes.

 

Tecnologia

Nossa equipe que codifica, materializa e testa novas tecnologias. Especialistas em interação, Front-end, Back-end, desenvolvedores mobile e engenheiros de inovação.

Essa equipe também é responsável por experimentos e protótipos, são eles que viabilizam novas tecnologias propostas para os nossos clientes.

Essa equipe é liderada pelo Bruno Alves, diretor de Tecnologia Associado. Ele já tem mais de dez anos de Grupo.

 

Experiência do Usuário

Área de criação que se especializou em UX. Ela é composta por arquitetos de informação, designers, designers de interação, motion designers e planejamento.

É aqui que levantamos e testamos a grande maioria das nossas hipóteses, associando os objetivos do cliente, usuário e novas tendências.

Nosso time trabalha integrado com o cliente, validando e testando tudo antes de seguir para o desenvolvimento.

A equipe é liderada por mim. Hoje sou o diretor de Criação Associado, trabalho aqui desde o spin-off. Tenho 12 anos de experiência em criação, sendo 8 deles focados no Design de interface e UX.

 

VoxNews – Quantas quantas pessoas integram a equipe tanto em Porto Alegre quanto em São Paulo?


Caio Ogata – Atualmente nosso estúdio fica em Porto Alegre com pouco mais de 25 pessoas e em São Paulo temos um escritório de negócios.

 

VoxNews – Sendo do mesmo grupo da w3haus, projetos podem ser feitos em parceria?

Caio Ogata – Sim, as duas empresas têm vida própria, mas dependendo das necessidades do cliente elas podem se complementar, cada uma com as suas fortalezas para montar times híbridos.

 

VoxNews – Quais são os clientes hoje atendidos? Podem citar os principais trabalhos?

Caio Ogata – Sicredi, First Data, O Boticário, Pompom, DCG Lynx, Aché Laboratórios, Tramontina, entre outros.

Para o Boticário que é cliente tanto da W3haus como da Huia, estamos desenvolvendo uma plataforma de negócios que faz as maiores campanhas de cuponagem do país. Mistura de visão de negócio, tecnologia e experiência do consumidor para aumentar o fluxo e ticket médio nas lojas. Estamos conseguindo agir na experiência omnichannel, impactando as pessoas nos meios digitais e levando elas até as lojas.

 

VoxNews – O ano de 2018 segue difícil para o mercado de comunicação como um todo. O que esperar de 2019?

Caio Ogata – Acreditamos que o mercado de comunicação está em transformação com o surgimento de novas marcas e empresas, que ganharam espaço no mercado rapidamente, adotando a prática de garantir a melhor experiência, e não pura e simplesmente a prática da comunicação. As grandes marcas, que antes eram sólidas no mercado, começam a sentir a necessidade de se reinventar, e hoje entendem que precisam urgentemente estruturar um processo de inovação digital.

A demanda de oportunidades e projetos que buscam a associação do User Experience com o modelo de negócio é gigantesca.Esse processo se molda em diversos mercados, conforme as necessidades foram surgindo. O mercado financeiro, por exemplo, é um dos que está mais à frente dessas transformações. Isso por causa do surgimento de fintechs e principalmente pela facilidade e ganho de tempo com transações digitais, diferentemente do mercado de saúde, que ainda não foi atingido por uma startup ou grande empresa que trouxe alguma inovação ou revolução para esse segmento.

Acreditamos que, no Brasil, em 2019, esse movimento tende a crescer e aumentar, apesar das crises políticas e econômicas. A velocidade com que surgem novas tecnologias e experiências é alta e isso está sempre gerando novas oportunidades. Com isso a Huia terá que adaptar serviços, que consequentemente serão absorvidos pelas próprias empresas. O grande segredo será saber acompanhar essas transformações, entendendo as necessidades e gaps que vão surgir ao longo deste ano. Assuntos mais procurados hoje são: Utilização de dados a partir de AI (Artificial Intelligence), Machine Learning, Bots, IOT (Internet of things), Indústria 4.0, Omnichannel, VR (Virtual Reality), e AR (Augmented Reality).

 

Tags:

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *