“BBB 13” tem o triplo de merchandising do “BBB 12”

06/02/2013

Cansado das edições anuais do “Big Brother Brasil”? Se a longevidade do reality show for condicionada ao seu faturamento, o formato terá vida longa na Globo. Apesar de seguir a tendência de queda de audiência vista a cada edição, o “BBB 13” já contabilizou o triplo de ações de merchandising em comparação ao “BBB 12”.

Segundo a Controle da Concorrência, empresa que monitora inserções comerciais para o mercado, do dia 8 de janeiro (data de estreia) ao dia 3 de fevereiro, o “BBB 13” exibiu merchandising 309 vezes, ante 106 do “BBB 12” no mesmo período. Há quase um mês no ar, a nova edição da atração já tem 11 anunciantes diferentes apostando nesse tipo de ação. No mesmo período, nove anunciantes fizeram merchandising no “BBB 12”.

Entre as marcas presentes nas duas edições estão: Ambev, Fiat, Carrefour e Unilever. Mas ter o pote de margarina no café da manhã do confinamento, em rede nacional, não sai barato. Uma única ação de merchandising dentro casa do “BBB” custa em média R$ 3 milhões. É por essas ações e milionários patrocinadores que o reality show ainda figura como um dos programas de curta duração (três meses) com o maior faturamento na TV.

Da coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo

  • compartilhe: