Atrás da classe C, TV fatura 12% a mais no semestre

09/07/2012

O investimento publicitário em TV no primeiro semestre não foi dos mais animadores, mas cresceu. Segundo fontes do mercado, em relação ao mesmo período de 2011, a TV aberta teve um crescimento comercial neste semestre em torno de 12%. Nestes seis meses de 2012, a televisão aberta também aumentou sua fatia no bolo das verbas publicitárias destinadas aos veículos de comunicação no país: a participação do veículo no período foi de 63% para 65%. Esse crescimento é atribuído aos investimentos feitos pelos setores de produtos e serviços populares, em especial higiene pessoal, bebidas, bancos, supermercados e veículos, que se beneficiaram do aumento do poder de compra das classes C, D e E. O crescimento do faturamento da Globo no primeiro semestre foi quase igual ao do setor no período: 13%. Na Record, o departamento comercial diz ter crescido 20% em relação a 2011, boa parte por conta dos investimentos publicitários na Olimpíada de Londres. Na Band, produtos como futebol, Fórmula Indy e a chegada do “Pânico” ajudaram a rede a faturar 38% a mais no primeiro semestre de 2012, em relação ao ano passado. No total deste ano, o mercado prevê que o faturamento da TV aberta deve crescer entre 8% e 10%.

Da coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo

  • compartilhe: