Escreva para pesquisar

MÍDIA

Assessora da Band pede bloqueio dos bens do grupo

Compartilhar

Andrée Gabrielle de Ridder, 71, assessora da presidência da Bandeirantes, resolveu brigar pela partilha dos bens do fundador do Grupo Bandeirantes de Comunicação, João Saad, que morreu em 1999. Ocupante do cargo até hoje, Andrée entrou na semana passada com uma ação anulatória de partilha de bens de João Saad, na 5ª Vara de Sucessão e Família de São Paulo.

Na ação, ela pede também o bloqueio de 50% dos bens do Grupo Bandeirantes, o ressarcimento por perda de rendimentos e frutos da empresa e uma pensão alimentícia de R$ 60 mil mensais. No processo, Andrées afirma que viveu uma união estável com o empresário João Saad de 1996 a 1999, após a morte da primeira esposa dele, Maria Helena de Barros Saad.

No entanto, a assessora diz na ação ter mantido também uma relação amorosa e societária com Saad de 1980 a 1996, período em que ele ainda era casado. Andrée solicita na ação a permanência no cargo de assessora da presidência da Band e quer ser ressarcida pelos rendimentos produzidos pelos bens partilhados pelos filhos de João Saad.

O valor da indenização requerida está hoje em R$ 600 milhões. Procurada, a Band não se manifestou sobre o assunto.

Da coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *