“Arraiá legal respeita o direito autoral”

09/06/2016

Para valorizar os compositores que têm suas músicas tocadas em milhares de festas juninas espalhadas pelo país, o Ecad lançou uma campanha de conscientização com o tema “Arraiá legal respeita o direito autoral”. O filme é protagonizado pelo cantor, compositor e instrumentista Sergival Silva e um simpático boneco falante. Criação da agência Frog e produção da Film In Rio.

A campanha será centrada em ambiente digital, com veiculação nas plataformas Google (YouTube e busca) e Facebook. Também serão utilizados os canais oficiais do Ecad, como banners no site e posts em sua fanpage no Facebook, além do envio de e-mails informativos para mais de 5 mil usuários de música cadastrados na base de dados do Ecad.

A retribuição autoral deve ser feita sempre que músicas forem tocadas em locais públicos, independentemente de o organizador do evento ser uma entidade pública ou sem fins lucrativos. Festas organizadas por prefeituras, escolas, igrejas, e associações, por exemplo, também devem pagar direitos autorais, pois não estão isentas do pagamento, de acordo com a Lei Autoral.

Em 2015, mais de 13.205 artistas receberam cerca de R$ 5,3 milhões pela execução pública de suas músicas no segmento de Festas Juninas. O “Rei do Baião”, Luiz Gonzaga, liderou o ranking de autores com maiores rendimentos, seguido de Mario Zan, Tato, Zé Dantas e Palmeira. Os rankings são formados com base nas gravações realizadas pelo Ecad em festejos populares em praças públicas, escolas e igrejas, entre outros locais, que realizaram o pagamento dos direitos autorais. As obras mais tocadas foram os clássicos “Festa na roça”, “O sanfoneiro só tocava isso”, “Olha pro céu”, “Asa branca” e “Pagode russo”.

  • compartilhe: