Ancine pretende regular reprises na TV paga

08/08/2013

A Agência Nacional do Cinema (Ancine) está estudando maneiras de regular o excesso de reprises de conteúdo nacional na TV paga. Segundo Manoel Rangel, presidente da Ancine, os programadores estão abusando na quantidade de exibições de um mesmo programa e isso acabará levando o órgão a estabelecer limites. Ele explica que a agência segue recebendo muitas reclamações de assinantes com relação ao assunto.

Pela nova lei de TV paga em vigor, canais estrangeiros de entretenimento (como Discovery) têm de exibir uma cota semanal de duas horas e 20 minutos de conteúdo nacional no horário nobre. Canais brasileiros têm de transmitir pelo menos três horas diárias de conteúdo nacional. Ao regulamentar a nova lei da TV paga, a Ancine não impôs limite de reprises. Isso abriu espaço para que os canais preenchessem as cotas com um mesmo produto.

“Estamos ainda pensando como podemos regular as reprises”, fala Rangel, que planeja abrir um consulta pública para debater o tema.

Levantamento feito entre 2 de setembro de 2012, quando entrou em vigor a lei de TV paga, e 31 de janeiro deste ano apontou que o filme “Tropa de Elite 2” foi reprisado 23 vezes no período, no horário de cumprimento de cota, a faixa nobre.

Da coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo

  • compartilhe: