BOLA DA VEZ



O Bola da Vez é o espaço que o Vox News reservou para, através de entrevistas, mostrar o trabalho e a opinião de profissionais que estão se destacando no meio da comunicação e daqueles de quem ainda vamos ouvir falar...

Por Amanda Corrêa


Alexandre Salgado – Artluz Studio

18/04/2017

 

Há uma semana ele foi eleito pelo mercado como o Destaque de Profissional de Fotografia pela Associação Brasileira de Propaganda – ABP. Há mais de 30 anos no mercado e à frente do Artluz Studio, Alexandre Salgado conversa com o Voxnews sobre sua carreira e o momento da fotografia publicitária. E revela ainda ser um apaixonado pela profissão, caminhando sempre à frente da evolução do mercado. “Gosto dos desafios, isso dá o charme da profissão. O prazer está em você realizar o job para deixar criadores, agência e cliente com a satisfação de um trabalho bonito e com um bom resultado.”

 

VoxNews – Como o fotógrafo Alexandre Salgado pode se apresentar?

 

Alexandre Salgado – “Um publicitário que milita a 33 anos no mercado”. Vivi a fotografia analógica com suas grandes produções onde o clique tinha uma exigência em que beirava a perfeição. Fui um dos primeiros fotógrafos a fazer a transição para o digital. No início dessa virada as dificuldades foram muito grandes. A qualidade era muito longe da atual, mas com persistência chegamos lá. Hoje, o Artluz Studio produz a fotografia independente do tipo de mercado (automotivo, still, gastronômico, editorial, etc), entregando um produto final com alto nível de acabamento aliado a equipe de 3D (7 anos) e manipulação (16 anos).

 

VoxNews – Como você foi parar nesse mercado de publicidade? E como foi criada a Artluz Studio?

 

Alexandre Salgado – Cursei jornalismo audio visual na Faculdade CUP que, por sua vez, era muito bem conceituada, entregando excelentes profissionais ao mercado. Comecei a me envolver no Cine Clube e daí um passo para estar no cinema. Quando fiz fotografia no currículo me apaixonei e “entrei de cabeça”. Antes de sair da faculdade me aproximei do Roberto Amadeo (hoje fotógrafo da Globo) fizemos um estúdio e, por coincidências da vida, pegamos o estúdio do belga Michel Aertsens (amigo de infância do avô do Amadeo), especialista em still life, daí vários segredos da fotografia publicitária se desvendaram e assim o olho brilhou. Depois Roberto partiu para Nova York e me transferi para Lapa onde estou até hoje. A Artluz vai fazer 30 anos mas no molde que ela existe com 3D e manipulação estamos ha 17 anos atuando.

 

VoxNews – Qual o perfil necessário para um fotógrafo nessa área? O perfil muda conforme a área da fotografia?

 

Alexandre Salgado – Estudo, pesquisa, sensibilidade, determinação, paciência e muita disposição de trabalhar em grupo. A agilidade que é exigida na profissão nos exige uma eterna busca do novo, a evolução digital nos surpreende a cada dia. É muito importante estar na crista da mudança para satisfazer o mercado e propor novidades à ele, por mais difícil que seja, hoje em dia.

 

Talvez a evolução tecnológica ligada ao 3D e a manipulação no caso das fotos de moda, arquitetura e jornalismo não seja tão veloz, mas a evolução é constante.

 

VoxNews – Como descreve o seu trabalho?

Alexandre Salgado – Profissionalmente fui me adaptando a cada pedido. No início me vidrei no still life, agora, como citei acima, ampliei meu leque. Hoje gosto dos desafios, isso dá o charme da profissão, tanto estúdio como externa, modelo, produto ou situação. O prazer está em você realizar o job para deixar criadores, agência e cliente com a satisfação de um trabalho bonito e com um bom resultado.

Tenho muito prazer quando viajo e trago para editar quase 2.000 fotos, onde procurei o melhor ângulo e a melhor luz. Hoje temos um banco de imagens, a ARTLUZIMAGES.com, com mais de 50 mil fotos. Daqui a pouco sai o material para realizar minha segunda exposição.

 

Voxnews – Hoje em dia vemos muita manipulação e 3D na maioria dos trabalhos. A tecnologia vai substituir o olhar de um fotógrafo experiente como você?

 

Alexandre Salgado – Olhar da fotografia não, afinal o 3D precisa de luz e ângulo é isso é fotografia. Acho que a Artluz soube aproveitar essa transição pois o meu olhar sempre esteve nos nossos trabalhos de fusão de 3D e manipulação. Os fotógrafos de publicidade que resistiram as mudanças tiveram que mudar o foco pois corriam o risco de ficarem ultrapassados com essa evolução. Claro que a moda e a comida sentiram menos a força do 3D e se aproveitam mais do Photoshop.

 

VoxNews – A parceria com o diretor de arte é fundamental no seu trabalho?

 

Alexandre Salgado – Acho que todo processo da publicidade é super importante, o planejamento, o atendimento, a mídia, o marketing do cliente. Porém os criadores, na minha opinião, são a alma do negócio. Acho que muitas mudanças existiram nesse período mas é sempre bom lembrar que o inusitado, o encanto são criados por eles. E nós, produtores de imagem, temos a missão de dar forma a imaginação dessa criação. Acho que essa é nossa função dentro do processo.

 

VoxNews – Na fotografia, quando o amadorismo dá lugar ao profissionalismo?

 

Alexandre Salgado – Quando a paixão pela fotografia e seu conhecimento transbordarem você naturalmente vai sentir a necessidade de estar com ela por muitas horas por dia. Bom entender que o profissionalismo vai agregar outros fatores como gerir seu negócio, e para isso você vai ter que estar preparado para fazer sua venda, negociar e coordenar seus fornecedores e ter calma para quantidade de detalhes a serem administrados.

 

VoxNews – Tem alguma fotografia/ trabalho favorito? Que se orgulha de ter feito?

 

Alexandre Salgado – Tem um que gosto muito, de foto e manipulação, para WMcCann para o cliente Exército da Salvação com criação do Carlos Bertuol e Camilo Lordelo. Esse trabalho que teve uma repercussão muito boa. Tem um outro também, que foi o primeiro trabalho de 3D com personagem para iFood, para a NBS com a criação de Sérgio Lobo e Daniel Scheiner.

 

VoxNews – O ano de 2017 tende a ser de recuperação do mercado publicitário. Quais os principais projetos para a Artluz Studio?

 

Alexandre Salgado – Diria que 2018 deve ter mais brilho até pela situação recessiva do nosso país em 2017. Investir mais no 3D para podermos iniciar no ramo da animação e dar continuidade ao 3D de game. Uma representação no mercado externo e projetos de criação da Artluz para dar mais opções em nosso portfólio .

  • compartilhe: